A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

15/03/2016 18:42

“Não tenho dúvidas que fui procurado a mando de Dilma", diz assessor

Michel Faustino

O assessor José Eduardo Marzagão afirma, em entrevista à repórter Andréia Sadi, da Globo News, na noite desta terça-feira (15), não ter dúvidas de que foi procurado pelo ministro da Educação, Aloizio Mercadante, a mando da presidente Dilma Rousseff (PT). Ele é autor da gravação em que o ministro supostamente tenta oferecer ajuda política e financeira para evitar que o senador Delcídio do Amaral firmasse acordo de delação premiada na Operação Lava Jato.

Marzagão disse ainda, segundo o noticiário da emissora, que estranhou a aproximação do ministro que ele classificou, inclusive, como desafeto do senador Delcídio do Amaral.

“Já viu alguém que não é seu amigo te prestar solidariedade? Eu não tive dúvidas que ele foi me procurarar a mando da Dilma (Roussef)”, confidenciou, segundo relato da repórter do Globo News.

Conforme o assessor, a conversa aconteceu no gabinete ministerial. Tendo, inclusive, tendo a sua entrada facilitada por Mercadante.

“Eu estava em casa quando ele me procurou. Ele sugeriu que eu fosse até o gabinete dele e orientou que eu entrasse pelo acesso de autoridades sem se identificar indo direto para o oitavo andar. Eu achei esquisito isso tudo e decidi me preparar para gravar”, disse.

Em entrevista coletiva nesta tarde, Mercadante afirmou que "jamais" tentou impedir a delação de Delcídio. O ministro disse ainda que trechos específicos da conversa foram divulgados, enquanto outros foram omitidos.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions