A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 23 de Março de 2019

29/11/2018 10:36

"Outros estão se movimentando", diz Reinaldo sobre demora de tucanos

“Enquanto eles postergam essa decisão, outros partidos estão buscando apoio”, também afirmou o governador

Anahi Zurutuza e Leonardo Rocha
Governador Reinaldo Azambuja (PSDB) chegando ao Centro de Convenções Arquiteto Rubens Gil de Camillo (Foto: Leonardo Rocha)Governador Reinaldo Azambuja (PSDB) chegando ao Centro de Convenções Arquiteto Rubens Gil de Camillo (Foto: Leonardo Rocha)

O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) mandou recado para tucanos na manhã desta quinta-feira (29) sobre a demora dos correligionários em decidir quem vai ser candidato à Presidência da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul. “Enquanto eles postergam essa decisão, outros partidos estão se movimentando e buscando apoio”, afirmou.

O anúncio do nome do partido para a disputa seria feito no início da noite desta terça-feira (27), mas a reunião da executiva foi adiada por falta de quórum –os deputados Paulo Corrêa e Rinaldo Modesto faltaram.

Embora acredite que uma decisão tem de ser tomada em breve, Reinaldo continua afirmando que não vai interferir, ao menos por enquanto. “Ainda não é hora”, disse durante agenda pública.

O governador comentou que apesar a indefinição, “ainda é cedo”, uma vez que a eleição da mesa diretora da ALMS está marcada para o daqui a 60 dias –só acontece no dia 1º de fevereiro.

Cenário – Os deputados do PSDB dizem que já “cederam” nas duas últimas eleições ao MDB, mesmo já tendo a maior bancada na Assembleia. Nestas duas oportunidades, a presidência ficou com o deputado Junior Mochi (MDB) e a primeira-secretaria com Zé Teixeira (DEM).

Outro fato a favor dos tucanos é que a coligação encabeçada pelo partido elegeu 16 deputados na Assembleia, na eleição deste ano. Tendo votos suficientes para “consolidar” a maioria, em uma eventual disputa de votos. Entretanto os parlamentares admitem que a intenção é buscar um “consenso”, que é algo “tradicional” na Casa de Leis.

Por estar seguindo ao 7° mandato e reunir “credenciais” para ocupar o cargo, o deputado Paulo Corrêa (PSDB) segue como favorito para ser indicado pelos tucanos, tendo como principal rival dentro do partido, Onevan de Matos (PSDB), que vai para o 9° mandato na Assembleia. Quem for escolhido nesta reunião, tem grandes chances de comandar o legislativo no ano que vem.

Os outros blocos que estão se formando para entrar na concorrência, um deles é encabeçado pelo o MDB - que já teria apoio do PT e dos Patriota - e o segundo bloco é formado pelo Solidariedade, PSL, PP e PR.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions