A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 23 de Setembro de 2018

16/08/2018 07:35

A partir de hoje, 514 candidatos em MS podem fazer propaganda pelo voto

Conforme o TSE, só a propaganda eleitoral na TV e no rádio começam em 31 de agosto

Mayara Bueno
Candidatos na quarta-feira na sede do TRE-MS, no Parque dos Poderes, para registro de campanha. (Foto: Paulo Francis).Candidatos na quarta-feira na sede do TRE-MS, no Parque dos Poderes, para registro de campanha. (Foto: Paulo Francis).

A campanha eleitoral de 2018 começou oficialmente nesta quinta-feira (dia 16). A partir de agora, os 514 candidatos que pediram registro em Mato Grosso do Sul estão autorizados a fazer propaganda nas ruas, com abordagem e distribuição de material aos eleitores, segundo o TSE (Tribunal Superior Eleitoral). Já a campanha eleitoral no rádio e televisão começa em 31 de agosto.

No período da pré-campanha, os então pré-candidatos já usavam alguns meios de divulgação, como outdoors, entrevistas em rádio e andanças pelo Estado. A única regra que sobrevivia era a de não pedir voto. 

Os postulantes poderão ligar alto-falantes ou amplificadores de som nas sedes de campanha e também nos veículos. Um dos principais meios, a internet poderá ser usada para promover o candidato, mas a propaganda não pode ser paga.

A Justiça Eleitoral autoriza comícios e utilização de aparelhagem de som a partir de agora, das 8 às 24 horas. O horário ainda pode ser prorrogado por mais duas horas.

Até às 22 horas de 6 de outubro de 2018, as campanhas dos candidatos poderão distribuir material gráfico, fazer caminhadas, carreatas, passeatas ou usar carro de som que ande pela cidade divulgando jingles ou mensagem dos candidatos.

A propaganda em meios eletrônicos têm várias normas: deve ser gratuita e em site oficial do candidato, partido ou coligação, blogs ou redes sociais – que poderão ter conteúdo pago, revelando os dados fiscais do contratante e os dizeres “Propaganda Eleitoral”.

Também é permitido usar ferramentas para se conquistar posições de destaque em buscadores como o Google e o envio de mensagens eletrônicas, que tenham opção para o eleitor se descadastrar. Os comitês, como são chamados os locais sede da campanha, podem instalar serviços telefônicos, oficiais ou concedidos.

A propaganda impressa é restrita a 10 anúncios em jornal ou revista, com tamanho limitado e datas diversas (mantendo a obrigação de informar o valor pago).

Candidatos de MS - Em Mato Grosso do Sul, 514 pessoas apresentaram seus nomes ao TRE-MS (Tribunal Regional Eleitoral). Ontem era a data máxima para o cadastro, que ainda será avaliado pela Justiça Eleitoral.

Além dos seis candidatos a governador e seus vices, constam 13 concorrentes ao Senado e seus 39 suplentes.

 



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions