ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
JULHO, SEXTA  19    CAMPO GRANDE 22º

Política

"Ação próxima do espetáculo”, avalia prefeitura sobre operação policial

Policiais cumpriram mandado de busca e apreensão na manhã desta terça-feira

Jéssica Benitez | 09/08/2022 16:23
Policiais cumpriram mandado de busca e apreensão no Paço Municipal (Foto Henrique Kauaminami)
Policiais cumpriram mandado de busca e apreensão no Paço Municipal (Foto Henrique Kauaminami)

A prefeitura de Campo Grande classifica como “próxima do espetáculo” ação policial que ocorreu na manhã desta terça-feira (9) no Paço Municipal. Em nota, o Município diz que que foi surpreendida pelo fechamento da entrada do prédio principal em horário de  expediente, além da postura usada pelos policiais, tendo em vista que somente dois computadores foram apreendidos.

A ação, feita menos de um mês após denúncia de assédio sexual envolvendo o ex-prefeito Marquinhos Trad (PSD), ocorreu para cumprimento de mandado de busca e apreensão por agentes da Deam (Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher) e Depca (Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente).

Para o Executivo, a forma como as viaturas cercaram a Prefeitura e o “armamento pesado” da equipe “causou estranheza”. Segundo nota, houve gritos com os funcionários, atitude tida como “agressiva na abordagem aos servidores”, já que em momento algum tentaram impedir que os policiais não fizessem seu trabalho.

De acordo com a nota, a juíza, cujo o nome não foi divulgado, ressaltou em decisão que autorizou a ação que a retirada dos equipamentos eletrônicos da Prefeitura Municipal deveria ocorrer apenas na hipótese de impossibilidade de extração no próprio local, visando minimizar percalços à continuidade dos serviços prestados no ambiente.

“Ante a recomendação, a ação esteve mais próxima do espetáculo, e não da preocupação em minimizar percalços à continuidade dos serviços prestados no local”, diz a nota que termina ressaltando que a Prefeitura defende a apuração urgente dos fatos e confia na Justiça.

Nos siga no Google Notícias