ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
JULHO, QUARTA  17    CAMPO GRANDE 27º

Política

Polícia Civil encerra operação na Prefeitura levando dois computadores

Ação faz parte de investigação da Deam sobre denúncias de assédio sexual

Dayene Paz e Bruna Marques | 09/08/2022 09:32
Policiais deixando prefeitura com computadores. (Foto: Henrique Kawaminami)
Policiais deixando prefeitura com computadores. (Foto: Henrique Kawaminami)

Após três horas, equipes da Deam (Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher) deixaram a sede da prefeitura de Campo Grande, localizada na Avenida Afonso Pena, na manhã desta terça-feira (9). A ação faz parte da apuração de assédio sexual envolvendo o ex-prefeito e candidato a governador, Marquinhos Trad.

As equipes da Deam chegaram às 6 horas no prédio para cumprimento de um mandado de busca e apreensão. A Polícia Científica também acompanhou a ação. "Viemos também fazer o reconhecimento dos locais mencionados pelas vítimas. Quando é local de crime, a gente aciona perícia técnica", afirmou a delegada Maíra Pacheco, que está à frente do caso.

Viatura na frente da sede da prefeitura durante ação. (Foto: Henrique Kawaminami)
Viatura na frente da sede da prefeitura durante ação. (Foto: Henrique Kawaminami)

Os policiais deixaram o prédio por volta das 9 horas levando dois computadores do gabinete da prefeita Adriane Lopes (Patriotas), mesmo espaço ocupado por Marquinhos Trad até a denúncia para disputar o governo. "São elementos de informação que entendemos ser pertinentes a investigação em curso", ponderou a delegada, mencionando que não passará outras informações pelo caso estar em segredo de Justiça.

Delegada Maíra Pacheco durante entrevista após cumprimento de mandados. (Foto: Henrique Kawaminami)
Delegada Maíra Pacheco durante entrevista após cumprimento de mandados. (Foto: Henrique Kawaminami)

O coordenador de segurança especial da prefeitura, Mário Ângelo Ajala, disse que os servidores foram pegos de surpresa. "Assim que os policiais chegaram, retiraram os servidores, que em seguida foram levados ao plenarinho do Paço". Os investigadores estiveram no primeiro andar, onde fica a parte de finanças, e no segundo, onde está o gabinete da prefeitura.

A assessoria de imprensa da Prefeitura se limitou a dizer que respeita o trabalho policial e que o órgão público nunca se omitiu.

Nos siga no Google Notícias