A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

08/02/2016 16:45

Advogados pedem mais exames a Bumblai por suspeita de glaucoma

Ricardo Campos Jr.
Bumlai é réu na operação Lava Jato (Foto: Agência Brasil)Bumlai é réu na operação Lava Jato (Foto: Agência Brasil)

Os advogados do pecuarista sul-mato-grossense José Carlos Bumlai, réu da operação Lava Jato, pediram novamente à Justiça que o preso seja liberado para exames de saúde no Hospital Santa Cruz, em Curitiba. Ele estaria com coceira, irritação e baixa acuidade visual, sintomas que apontam para um novo quadro de glaucoma. O juiz federal Sergio Moro ainda não analisou o caso.

Segundo informações da Folha de São Paulo, o documento foi protocolado na sexta-feira (5) junto com uma solicitação assinada pelo médico Lugas Trigo de Bumlai, com registro profissional paulista e que segundo a defesa é parente em primeiro grau do fazendeiro.

Foram requisitados avaliação oftalmológica e de fundo de olho. No requerimento, os advogados pontuam que a doença pode causar até mesmo a cegueira se não for tratada.

Em janeiro, Bumlai foi levado para o Hospital Santa Cruz para fazer exames depois de apresentar, segundo a defesa, sangramento na urina. O pedido na época foi sustentado pelo gastroenterologista Carlos de Barros Mott e pelo médico Lucas Trigo.

Os advogados alegaram que o réu já apresentava o sintoma antes mesmo de ser detido e não chegou a procurar atendimento médico em razão da prisão. eles também pediram autorização para que o pecuarista passe por sessões de fisioterapia em razão da osteartrose.

Moro pediu que a defesa faça o requerimento à polícia para verificarem a possibilidade de o tratamento ser feito na cela.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions