A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

25/08/2012 07:02

Bernal diz que seu plano de governo é para ter cidade mais humana

Elverson Cardozo
 Bernal diz que seu plano de governo é para ter cidade mais humana
Alcides Bernal durante entrevista ao Campo Grande NEws (Foto: Rodrigo Pazinato)Alcides Bernal durante entrevista ao Campo Grande NEws (Foto: Rodrigo Pazinato)

Em seu plano de governo, o deputado estadual e radialista Alcides Bernal, candidato do PP à Prefeitura de Campo Grande, diz que vai priorizar o ser humano.

No trânsito, entre as propostas, pretende otimizar o serviço de sinalização semafórica, intensificar as campanhas, abrir mais pontos de estacionamentos, criar vias exclusivas e realizar um levantamento sobre o transporte coletivo urbano, de maneira a reduzir o preço da tarifa e aumentar a satisfação dos usuários.

Na saúde, Bernal quer priorizar a qualificação dos profissionais, “pagar melhor” e administrar o setor em conjunto com o segmento. Assume o compromisso de “fazer um grande debate” para implementar o plano de cargo e carreira”.

Na educação, tem como meta principal criar as eleições diretas para diretoria de escolas municipais, valorizar e qualificar os profissionais.

Confira, abaixo, as principais propostas de Alcides Bernal à prefeitura de Campo Grande.

As propostas estão na entrevista concedida ao Campo Grande News, na segunda série com os candidatos a prefeito.

Veja as perguntas e respostas

Andréia Castanheira, diretora do Sest/Senat Campo Grande

Quais são as propostas de melhorias para o desenvolvimento do serviço de segurança no trânsito de Campo Grande?

Alcides Bernal:“Nós vamos otimizar todo o serviço de sinalização semafórica. Vamos fazer uma adequação para que o custo seja de acordo com a nossa necessidade. As principais vias, as artérias, vão passar por um recapeamento já de início para que possamos ter a segurança e fluidez do nosso trânsito.

No que tange à prevenção, vamos fazer campanhas que realmente enfocarão não só os motoristas, motociclistas e pedestres, mas a comunidade como um todo, a começar pelas escolas.

Nós vamos fazer com que a regra dita que o mais forte muda o mais fraco seja realmente uma realidade, onde se tenha respeito pelo outro e onde exista a gentileza. No trânsito nós temos que implementar políticas que não visem a arrecadação via multa.

Na área central da nossa cidade, vamos trabalhar para que a questão dos estacionamentos seja organizada e que priorize as pessoas, a sua comodidade e o seu conforto. Nós vamos abrir mais pontos de estacionamentos, que é uma necessidade.

Na nossa administração teremos o compromisso de facilitar a vida de todos.

Não ter atualmente como se fazem aí, suprimindo estacionamentos e criando dificuldades para aqueles que querem ter acesso ao centro da cidade, seja para comprar ou trabalhar. Nós temos que priorizar as pessoas, facilitando-lhe as vidas. O trânsito está a serviço da dignidade do ser humano.”

Leonardo Duarte, presidente da OAB:

O que o candidato se eleito vai fazer para melhorar o sistema de transporte público urbano de Campo Grande? Leonardo Duarte da OAB?

Alcides Bernal-“Nós vamos fazer um levantamento da real situação em que se encontram os custos, as despesas. Enfim, vamos ver essa planilha de custos para que possamos reduzir o preço da tarifa, uma vez que nós não admitimos que Campo Grande venha a ter a segunda passagem mais cara do Brasil, sendo que a satisfação do usuário do transporte está sempre comprometida. São ônibus que muitas vezes circulam pela nossa cidade de forma a causar transtorno.

Temos que preservar esse investimento social que se chama gratuidade do passe do estudante, organizá-lo melhor, garantir a ele benefícios com as gratuidades federais. Precisamos buscar alternativas para reduzir o preço do transporte coletivo e aumentar a satisfação de quem utiliza esse serviço.

Precisamos construir os novos terminais para atender as demandas que são crescentes em diversos bairros. Precisamos colocar pontos de ônibus com cobertura. Temos que informatizar de modo que as pessoas, ao utilizar dos terminais, saibam quais os horários.

Eu pretendo trazer para o centro da cidade, para o terminal antigo, alguns pontos, para que ele continue sendo um ponto de transbordo da linha interbairros e que aquele local não seja fadado ao esquecimento.

Precisamos revitalizar aquela região e ampliar a linha do sistema integrado, de modo que ele possa ser utilizado. Nós vamos resolver grande parte dos problemas do trânsito melhorando o transporte coletivo e minorando seus custos para que as pessoas tenham interesse de utilizá-los.

Nós vamos criar vias exclusivas. Essas vias não vão ser só propagandas como estão sendo atualmente. Vamos implementá-las para que todos possam ver no transporte coletivo algo atrativo e que se utilize com o prazer de não estar passando vergonha ou raiva ou pagando por algo que não é justo”.

Omar Aukar, presidente da Associação Comercial e Industrial de Campo Grande (ACICG) para os candidatos

O que será feito para reduzir a carga tributária e aumentar a geração de emprego e renda na Capital?

Alcides Bernal:Nós temos no comércio o grande gerador de emprego, a começar pelos micros e pequenos. Nós temos que fazer com que essa política tributária seja de tal modo que comerciantes, os industriais e os prestadores de serviço se sintam entusiasmados a ampliar o seu quadro de funcionário em face das condições de lucro, então eu vou com muita tranquilidade, junto com os segmentos organizados, sentar e encontrar um caminho para reduzir essa carga tributária, cuja possibilidade é real e está, inclusive, com base na legislação vigente. Este é um compromisso que nós assumimos.

Geraldo Alves Gonçalves, presidente da ACP - Sindicato Campo-grandense dos Profissionais da Educação Pública

Qual o compromisso que os candidatos têm com a educação pública de Campo Grande em aplicar a lei federal nº. 11.738/08, no que se refere ao piso salarial para uma jornada de 20 horas e 1/3 da carga horária para planejamento?

Alcides Bernal:“No meu governo os professores, os trabalhadores como um todo, serão valorizados. Nós vamos investir na qualificação, nós vamos investir no fomento do ingresso no quadro de funcionários públicos, trabalhar o cumprimento dessa lei, inclusive temos como proposta criar as eleições diretas para a direção das escolas municipais.

São propostas que nós estamos avaliando, recebemos e entendemos necessárias porque são medidas que vão atender à comunidade escolar.”

Jary Castro, presidente do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Mato Grosso do Sul – CREA/MS

Campo Grande tem registrado nos últimos anos entraves que impactam diretamente em seu desenvolvimento. O alto índice de crescimento urbano, aliado à construção de novos parques residenciais, pavimentação asfáltica e o aumento da frota de veículos, por exemplo, têm provocando obstáculos no desenvolvimento. São questões que demandam além de atenção, muito planejamento e investimentos públicos.

Quais serão as políticas adotadas pelo futuro prefeito em questões como melhoria do transporte coletivo, trânsito, coleta de resíduos sólidos, acessibilidade para pessoas com deficiência, alagamentos em períodos chuvosos, todas essas, questões que envolvem diretamente as Engenharias? Outro fato que deve ser considerado e que gera grandes questionamentos são os frequentes buracos surgidos em pavimentações asfálticas recém finalizadas. Como serão resolvidos todos esses problemas que afetam diretamente o desenvolvimento urbano e a qualidade de vida dos campo-grandenses?

Alcides Bernal:“Engenharia é planejamento e projeto. Eu volto a repetir: Engenharia é planejamento e projeto. Eu penso que a gente tem que priorizar o ser humano, respeitando o meio ambiente, respeitando-se a história e notando-se a vocação de cada uma de nossas regiões, fazendo com que os serviços públicos sejam eficientes e que as obras sejam aquelas para melhorar a qualidade de vida."

"Vamos fazer com que essa questão dos resíduos sólidos seja prioridade e vai ser prioridade. Quando falo em resíduos sólidos eu falo do meio ambiente e também da geração de emprego e renda.

Quando falamos em mobilidade urbana eu falo em planejamento e projeto, de tal modo que não venhamos a ter implantação de piso tátil, como aconteceu aqui, apenas tão somente para obedecer uma lei e não aquilo que necessita.

E o pior: Com péssimo exemplo que dava o poder público e exigia do munícipe e não dava um bom exemplo.

Vamos tratar de ouvir a população como um todo, aí no caso do conselho regional de Engenharia e Arquitetura, vai participar ativamente do nosso governo, porque ele fará parte do conselho.

Nós estaremos sempre ouvindo as sugestões de todos os segmentos, não só do Conselho de Engenharia e Arquitetura, mas do Conselho Regional de Medicina, dos sindicatos... Nós vamos ouvir as associações dos centros comunitários.

Os centros comunitários serão palcos de debates com a comunidade, onde nós estaremos colhendo as reivindicações para que possamos implementar no dia-a-dia da nossa administração.

Eu falo assim para deixar de forma bem clara que o projeto será o ser humano. Não vamos priorizar o privilégio de alguns grupos econômicos. Nós não vamos estar priorizando alguns grupos políticos.

A administração do Alcides Bernal vai ter a presença de profissionais técnicos. Gente que nós temos nos quadros dos servidores públicos e também profissionais que temos no nosso município e que nunca tiveram oportunidade de participar porque foram afastados ou nunca foram sequer ouvidos por esse grupo que comanda o nosso município há mais de 20 anos.

Chegou a hora do nosso povo comandar e é assim que vamos agir, dando voz e vez a nossa população e desta vez podendo administrar com ela.

Nossas obras terão o critério da qualidade absoluta. O dinheiro público precisa ser respeitado e o jeito que obras vêm sendo executadas no nosso município não podemos mais permitir que continuem. Asfalto esfarelando... Uma chuva é o suficiente para estragar.

Parece até que querem transformar as ruas do nosso município em colchas de retalho, tanta operação tapa-buraco, muitas vezes tapando buracos que não existem.

Nós vamos tratar de trazer qualidade para as obras públicas e o CREA vai nos ajudar a fiscalizar como todos os moradores do nosso município. A fiscalização tem que ser feita por todos, conselhos, profissionais, a população que está ali beneficiada diretamente pelas obras.

Nós vamos prestar contas de forma constante e demonstrando inclusive o organograma, aliás, o cronograma das obras que vão ser respeitados. Não é como acontece nessa atual administração que começam, parecem que não tem nenhum planejamento e eu cito como exemplo a Júlio de Castilhos.

Lá têm comerciantes falindo porque eles começaram e não terminam, aí o coitado do comerciante não recebe nenhum cliente na sua loja. E se quebrar? Quantos empregos vão desaparecer? Por quê? Porque não respeitam o ser humano.

Para eles é a obra pela obra, começam e não terminam. Não terminou, ficou esperando para chegar mais um aditivo e não tocou. No nosso governo não. As obras terão começo, meio e fim, dentro do organograma previsto e com a qualidade que vai fazer jus os impostos pagos pelo nosso povo.”

Marco Antônio Leite, presidente do Sindicato dos Médicos

Qual a proposta que o candidato apresenta para resolver problemas como: a falta de medicos na rede publica do município; a demora de se conseguir marcação de consultas e de exames na rede básica de saude municipal; a falta de um planto de cargos e carreiros e salários no setor e a reivindicação do pagamento do adicional de insalubridade aos servidores da saúde?

“Eu acho que essa questão do pagamento de insalubridade é uma questão de direito, tema que precisa ser atendido e tratado com dignidade. A remuneração precisa ser adequada. Setecentos milhões de reais foram orçados para saúde e, no entanto, esse dinheiro não resolveu o problema.

A insatisfação não é só de que está doente, de quem foi acidentado. Não é só do usuário. A insatisfação é do profissional que lá trabalha, porque trabalha com precariedade. O prédio é bonito, mas o funcionamento fica comprometido por falta de melhores condições.

Mas essa questão de prédio bonito às vezes é só fachada, porque se você pegar o posto do portal Caiobá você vai ver que a qualidade do prédio é insignificante porque choveu e o prédio foi totalmente tomado pelas águas da chuva, ficou alagado e, com isso, inviabilizou o atendimento. Está lá o posto fechado e o povo que precisa de atendimento da saúde sem atendimento.

Então nós vamos priorizar a qualificação dos profissionais, a melhor remuneração de todos eles. Vamos administrar a questão da saúde pública juntamente com esses profissionais. Nós vamos detectar a qualidade do serviço com a satisfação dos nossos usuários.

Vamos aproveitar todos os profissionais, abrir oportunidades para que venham novos profissionais. Vamos contratá-los e pagar-lhes bem, porque o profissional bem remunerado é um profissional feliz que cumpre com a sua obrigação, com a satisfação de quem está fazendo o que quer fazer.

Não é justo, por exemplo, um profissional da saúde ser obrigado a fazer plantões para complementar sua renda já que o seu salário é muito pouco. Nosso município tem recurso para isso, aqui não falta dinheiro. O que falta é uma gestão boa e isso nós vamos fazer.

Nós vamos informatizar, inclusive temos o projeto do “Enter Saúde”. Vai ser uma inovação. Vamos ter a marcação de consulta via internet, a entrega dos exames em pouca hora. Se você ver a rede privada ela entrega os resultados rapidamente. Nós vamos isso também na rede pública.

Eu tenho esse compromisso com os funcionários. Nós vamos fazer um grande debate, ver a qualidade financeira do nosso município e implementar o plano de cargo e carreira. Eles não quiseram e não vão fazer. Nós vamos fazer.”

Precisamos nos preparar. Muitas empresas vieram para cá e tiveram dificuldades para ter mão de obra qualificada. O poder público municipal dentro das suas condições - e as condições são muito boas - vai investir na qualificação da mão de obra, no barateamento da carga tributária, no fomento da instalação de empresas.

Os polos industriais do nosso município serão polos de desenvolvimento, porque além de lá ter indústrias, nós vamos fazer com que no entorno nós tenhamos estrutura social e investimentos em infra-estrutura, para que os trabalhadores para lá se dirigem, lá fiquem e lá constituem seu lar.

Se uma mulher, por exemplo, que é costureira do Universo Íntimo, se ele tiver certeza que do lado do serviço dela tem uma creche onde o filhinho ou filhinho dela esta sendo bem cuidado ela trabalhar e produzir muito mais.

As pessoas vão se interessar em produzir. É o que não está acontecendo. Esse atual prefeito aí prometeu fazer creche, eu estava vendo ele fazer essas promessas, mas não tem.

O posto de saúde de saúde lá no Indubrasil é a maior calamidade. E quem mora da rua de trás daquele posto de saúde não pode ser atendido porque dizem que para lá já é Terenos, já pensou? Como se saúde estabelecesse limites, como se o Brasil fosse dividido em espaços que não podem ser transpostos.

Nós vamos atender as pessoas e com esse atendimento eu tenho certeza que o desenvolvimento econômico-financeiro vai estar aliado ao desenvolvimento social. Para fazer isso é só querer. Dinheiro tem bastante e profissionais para fazer isso têm de monte.”

Alcides Bernal,  candidato do PP à Prefeitura de Campo Grande. (Foto: Rodrigo Pazinato)Alcides Bernal, candidato do PP à Prefeitura de Campo Grande. (Foto: Rodrigo Pazinato)

Ricardo Senna, vice-presidente do Corecon - Conselho Regional de Economia

Os negócios que têm criado valor e gerado riqueza nos últimos anos estão relacionados aos serviços, à cultura, ao meio ambiente, à inovação e ao uso intenso da tecnologia. Em razão disso, precisamos de uma nova forma de ver a educação, a qualificação para o trabalho, a saúde da população, dentre outros. Se essa tendência continuar nos próximos anos ficaremos atrasados econômica e socialmente.

Como o (a) senhor (a) trata do desenvolvimento de Campo Grande em seu plano de governo?”

Alcides Bernal- Nós vamos priorizar todos os setores, do primário ao secundário e ao terciário. A educação é a maneira de você resolver diversos problemas, a começar pela própria saúde. Um cidadão educado, bem preparado, ele vai ser um adulto consciente, partícipe e vai ser um protagonista do desenvolvimento.

Nós precisamos ampliar as escolas de tempo integral, ampliar o número de creches e fazer com que tenhamos no nosso município as escolas técnicas, as escolas profissionalizantes.

Elas não podem ser apenas um depósito de alunos, elas te que dar, além do ensinamento normal, cursos técnicos dentro da vocação do nosso município. E ao atrairmos investimentos nós estaremos também viabilizando condições para que todas as indústrias, empresas que queiram vir para cá, não tenham que trazer mão de obra.

Precisamos nos preparar. Muitas empresas vieram para cá e tiveram dificuldades para ter mão de obra qualificada. O poder público municipal dentro das suas condições - e as condições são muito boas - vai investir na qualificação da mão de obra, no barateamento da carga tributária, no fomento da instalação de empresas.

Os polos industriais do nosso município serão polos de desenvolvimento, porque além de lá ter indústrias, nós vamos fazer com que no entorno nós tenhamos estrutura social e investimentos em infra-estrutura, para que os trabalhadores para lá se dirigem, lá fiquem e lá constituem seu lar.

Se uma mulher, por exemplo, que é costureira do Universo Íntimo, se ele tiver certeza que do lado do serviço dela tem uma creche onde o filhinho ou filhinho dela esta sendo bem cuidado ela trabalhar e produzir muito mais.

As pessoas vão se interessar em produzir. É o que não está acontecendo.

Nós vamos atender as pessoas e com esse atendimento eu tenho certeza que o desenvolvimento econômico-financeiro vai estar aliado ao desenvolvimento social. Para fazer isso é só querer. Dinheiro tem bastante e profissionais para fazer isso têm de monte.”



bernal eu te curto desde que eu tava na barriga da minha mãe meu voto e bernal ate no sanguel força amigo estou lutando por vc vitoria ass; jack
 
michele pereira freires em 22/09/2012 09:31:00
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions