A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 21 de Agosto de 2017

29/03/2014 15:27

André confirma troca de secretários e lança dúvidas sobre saída de Giroto

Josemil Arruda e Zana Zaidan
André diz que não é certeza que Giroto deixa pasta de Obras (Foto: Pedro Peralta)André diz que "não é certeza" que Giroto deixa pasta de Obras (Foto: Pedro Peralta)

O governador André Puccinelli (PMDB) confirmou neste sábado as mudanças que fará no primeiro escalão do governo em razão da desincompatibilização de secretários estaduais e outros dirigentes de órgãos, mas revelou ter dúvida sobre a saída de Edson Giroto, titular da pasta de Obras. “Giroto está em dúvida, tem perspectiva de sair, mas não é certeza ainda”, afirmou André, no Bar do Vitorino, na presença do secretário de Habitação, Carlos Marun, do ex-vereador Celso Ianase e do presidente regional do PMDB, Oswaldo Mochi Júnior.

Nas declarações que fez à imprensa sobre seu projeto político, Giroto sempre deixou claro que está a serviço de um projeto político conduzido por André Puccinelli. Também admitiu, nessas oportunidades, que gostaria de tentar a reeleição como deputado federal, cargo do qual se licenciou, a pedido do governador, para voltar a comandar a Secretaria Estadual de Obras. Giroto foi procurado pelo Campo Grande News para comentar sobra sua situação, mas não foi encontrado neste sábado.

Ao ser indagado sobre as trocas de secretários por causa das eleições, antes mesmo que André respondesse, Marun fez questão de lembrar sobre a definição de sua saída: “E o senhor tem agenda comigo no dia 1º pra gente bater o martelo sobre isso”. O governador respondeu, então, à repórter e a Marun: “Até o dia 31 (segunda-feira) tem de estar tudo definido”.

Embora tenha dito que ainda não tem definido o substituto de Marun na Secretaria Estadual de Habitação, Puccinelli confirmou que ele vai sair para ser candidato a deputado federal. Manifestou mesma indefinição quanto ao substituto de Nelsinho Trad, pré-candidato do PMDB ao governo do Estado, na condução da Secretaria Extraordinária de Articulação com os Municípios.

Puccinelli confirmou a saída de Tereza Cristina, que também tentará vaga na Câmara Federal, da Secretaria Estadual de Produção e Turismo (Seprotur), sendo sucedida pelo adjunto, Paulo Engel. Admitiu que Herculano Borges, pré-candidato a deputado estadual, será substituído por Marcos Silva, atual diretor executivo da Secretaria Estadual da Juventude e que o atual presidente da Sanesul, José Carlos Barbosa, que igualmente tentará vaga na Assembleia Legislativa, cederá o comando da empresa para seu adjunto Victor Yasbeck.

Durante a entrevista, o governador André Puccinelli deixou evidências de que realmente cederá à pressão do PMDB e aliados para ser candidato ao Senado. O anúncio será feito no dia 4 de abril, véspera do fim do prazo de desincompatibilizações para os que querem ser candidatos nas eleições deste ano.

Uma dessas dicas, André deu quando ao Bar Vitorino um parente do ex-deputado estadual Youssif Domingos. “Temos de combinar de ir pescar”, propôs a André. “ A partir de segunda-feira que vem , a outra (dia 7), nós vamos pescar tranqüilos”, afirmou Puccinelli ao interlocutor.

Chegou a citar pesquisas eleitorais encomendadas pelo PMDB que revelariam seu favoritismo para a disputa. Nesse momento, estava chegando o presidente regional do PMDB, Oswaldo Mochi, que foi colocado numa saia justa pelo principal líder peemedebista do Estado. “Mas meu partido já me liberou”, afirmou André. “Não é Mochi?”, indagou ao correligionário. Mochi respondeu com mímica, usando os braços, como se dissesse: “Não sei de nada”.

 

 




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions