A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 24 de Agosto de 2017

16/10/2015 12:24

André já prestou 3 depoimentos e vai contrariado a julgamento de Olarte

Aline dos Santos e Leonardo Rocha
Não quero ser testemunha nem de Olarte nem de Bernal, diz ex-governador. (Foto: Leonardo Rocha)"Não quero ser testemunha nem de Olarte nem de Bernal", diz ex-governador. (Foto: Leonardo Rocha)

O ex-governador André Puccinelli (PMDB) afirma que já prestou três depoimentos ao MPE (Ministério Público Estadual) sobre as operações Lama Asfáltica e Coffee Break. A primeira foi realizada em 9 de julho pela PF (Polícia Federal) e resultou na criação de uma força-tarefa do Ministério Público. A denúncia é de fraudes em licitações.

Já a Coffee Break, que também compartilha provas da Lama Asfáltica, é realizada pelo Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado) e investiga compra de votos para cassação do prefeito Alcides Bernal (PP).

“Não tenho nada a esconder, fui chamado para depor como testemunha”, afirma. Nesta sexta-feira, o ex-governador foi informado por jornalistas de que está  arrolado como testemunha no processo de corrupção passiva e lavagem de dinheiro contra o prefeito afastado Gilmar Olarte (PP).

“Não estou sabendo dessa história. Não quero ser testemunha nem de Olarte nem de Bernal. Se isso for oficial, vou ter que ir, mas não pela minha vontade”, diz Puccinelli, que participa de evento hoje no diretório estadual do PMDB.

No dia 27 de novembro,Olarte, mais dois réus e 29 testemunhas serão ouvidos. O julgamento foi marcado pelo desembargador do TJ/MS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul), Luiz Cláudio Bonassini da Silva.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions