A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 22 de Outubro de 2018

27/09/2018 09:25

Apenas 1% separa Reinaldo de vencer no primeiro turno, segundo Ibrape

Pesquisa mostra o candidato tucano com 42%, enquanto que os adversários juntos somam 43%

Leonardo Rocha
Na frente da pesquisa, Reinaldo Azambuja (PSDB) pode vencer a eleição no primeiro turno.Na frente da pesquisa, Reinaldo Azambuja (PSDB) pode vencer a eleição no primeiro turno.

Pesquisa feita pelo Instituto Ibrape mostra que apenas 1% separa o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) de vencer a eleição para o governo do Estado já no primeiro turno. Ele tem 42% das intenções de voto. Atrás, com 26%, está Odilon de Oliveira (PDT). Na terceira colocação aparece Junior Mochi (MDB) com 7%, praticamente empatado com Humberto Amaducci (PT), que pontuou 6%.

Fechando o cenário estadual, Marcelo Bluma (PV) e João Alfredo (PSOL) somam 2%, cada um, das intenções de voto. Os entrevistados que optaram por branco, nulo ou nenhum dos candidatos foram 10%, enquanto que os indecisos ou que não souberam responder chegam a 5%. A pesquisa foi feita entre os dias 22 e 24 de setembro.

O instituto entrevistou 1.040 pessoas, em 37 municípios, de oito regiões diferentes do Estado. De acordo com o Ibrape, a margem de erro é de 3% para mais ou para menos, tendo nível de confiança estimado de 95%.

Avaliação – O diretor-presidente do Ibrape, Paulo Catanante, avalia que por este levantamento e considerando a variação (margem de erro), Reinaldo teria que conquistar mais 1 ponto percentual para definir a disputa no primeiro turno, já que tem 42% e os seus adversários juntos somam 43%. “No momento por diferença mínima, ainda tem segundo turno", analisou.

Quando se avalia apenas os “votos válidos”, sem contar os indecisos, brancos e nulos, Reinaldo chega a 49,43%, seguido por Odilon com 30,54%, já Junior Mochi alcança 08,26%, e Amaducci 07,01%. Marcelo Bluma e João Alfredo seguem empatados com 02,38%.

O candidato tucano tem 37% na Capital e 45% no interior do Estado, enquanto que Odilon 28% em Campo Grande e 25% no interior. Já Mochi tem 6% na Capital e 8% no interior. Amaducci também é melhor nas demais cidades, com 6%, tendo 5% em Campo Grande. Bluma e João Alfredo têm respectivamente 3% (Capital) e 1% (interior).

Para 39% dos entrevistados a eleição ao governo vai terminar no primeiro turno, enquanto que 37% acreditam que fica para o segundo (turno). Cerca de 24% não souberam responder sobre a questão. A pesquisa foi registrada no TRE-MS (Tribunal Regional Eleitoral de MS), com o número: MS-04832/2018.



É o mesmo Instituto que previu a Rose empatada com o Marquinhos na última eleição. KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK
 
OBAMA em 27/09/2018 17:35:54
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions