A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 17 de Julho de 2019

26/06/2019 11:37

Após 1 ano parada, mais uma vez votação sobre canudinhos é adiada

Presidente da Comissão de Meio Ambiente pediu vistas aos projeto de lei

Ângela Kempfer e Leonardo Rocha
Projeto foi apresentado pelo deputado Pedro Kemp (gravata vermelha). (Foto: Divulgação Assembleia)Projeto foi apresentado pelo deputado Pedro Kemp (gravata vermelha). (Foto: Divulgação Assembleia)

Apesar de tudo acertado para votar definitivamente o Projeto de Lei que proíbe o uso de canudinhos em estabelecimentos comerciais de Mato Grosso do Sul, o assunto novamente saiu da pauta da Assembleia Legislativa. Na hora da votação, o deputado Lucas de Lima, pediu vistas.

Há 1 ano a proposta está parada. Foi apresentada na onda de várias outras cidades brasileiras que já aboliram o canudo de plástico, como o Rio de Janeiro.

Lucas de Lima é presidente da Comissão de Meio Ambiente, por onde o projeto já passou. Isso provocou estranheza entre os parlamentares que consideram a proposta fundamental para sustentabilidade. “Não recebi nenhuma reclamação do setor empresarial. Temos hoje o clima perfeito para aprovar”, comenta o autor da proposta, deputado Pedro Kemp (PT).

O petista diz, inclusive, que já fez acordo para a aprovação na Assembleia, aceitando emenda que garante 1 ano de prazo para adaptação dos comerciantes. “Começamos com canudos e depois, de forma gradual, vamos falar de sacolas de supermercados e copinhos de plástico”, diz Pedro.

Como Lucas de Lima pediu vistas já com o processo de votação prestes a começar, o presidente da Assembleia pode determinar prazo de apenas 24 horas para a análise. Se isso ocorrer, a proposta volta à votação amanhã.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions