A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 17 de Agosto de 2017

11/05/2016 13:54

Após as chuvas, vereadores reclamam de caos e abandono no Bom Retiro

A Câmara Comunitária passou também pelos bairros Vila Nasser e Vila Popular nesta quarta-feira (11)

Alberto Dias
Moradores do Bom Retiro reclamam de abandono. (Foto: Divulgação)Moradores do Bom Retiro reclamam de abandono. (Foto: Divulgação)

Cinco vereadores se depararam com os estragos provocados pelas chuvas na periferia da Capital, durante ação promovida na manhã desta quarta-feira (10). Na escola municipal Prof. Licurgo de Oliveira Bastos, na Vila Nasser, a água que descia da quadra de esportes chegava às salas de aula, prejudicando o ensino de muitos dos dos 1700 alunos que estudam no local.

Situação ainda mais grave foi encontrada no bairro Bom Retiro, onde famílias retiradas da favela Cidade de Deus reclamam do abandono frente à lama e barracos inundados. "Vimos hoje uma situação crítica e desumana no Bom Retiro", relatou o vereador João Rocha (PSDB), dizendo que cobrará explicações da Prefeitura.

Para tanto, convocará audiência pública junto com moradores do bairro para tentar definir uma situação definitiva para as famílias que aguardam suas casas, conforme prometido pelo município. "Vamos verificar uma data na agenda da Câmara para convocar as famílias e representantes do Executivo", adiantou Rocha.

Em entrevista ao Campo Grande News, em 26 de março, a secretária-adjunta da Seplanfic (Secretaria de Planejamento e Finanças), Maria do Amparo de Araújo Melo, garantiu que a construção de casas e obras de infraestrutura começariam na semana seguinte e tudo ficaria pronto até junho.

Ao lado dos vereadores Marcos Alex (PT) e Waldecy Batista Nunes, o Chocolate (PTB), João Rocha passou ainda pelo CRAS (Centro de Referência em Assistência Social) da Vila Nasser que, segundo ele, está desativado e corre risco de desabar. "O CRAS está um caos, com salas rachadas e piso afundando", denunciava o parlamentar. No mesmo bairro, o Centro Poliesportivo apresentava salas com infiltração de água.

Blitz supresa - Enquanto isso, no bairro Ana Maria do Couto, os vereadores Chiquinho Telles (PSD) e Ayrton Araújo (PT) vistoriavam a obra inacabada de uma UBSF (Unidade Básica de Saúde da Família), orçada em R$ 1,1 milhão e paralisada desde 2012. Ambos passaram também pelo Ceinf (Centro de Educação Infantil) no bairro Vila Popular que aguarda há anos os últimos retoques para começar a funcionar.

"A vizinhança reclama que o local está virando ponto de moradores de rua, que estão levando embora até os azulejos", denunciaram os vereadores, que não conseguiram entrar em nenhuma das duas obras, pois estavam trancadas. Ainda na Vila Popular, visitaram o CRAS, onde a quantidade de alimentos na despensa não era suficiente para atender as 250 crianças e 80 idosos que frequentam o local. Na UBS do bairro havia médicos e remédios, porém os pacientes reclamavam da fila de espera, cujo agendamento demora mais de um mês.

Câmara Comunitária - As visitas fazem parte do projeto Câmara Comunitária, que leva vereadores aos bairros da Capital desde o dia 16 de março.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions