A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 24 de Setembro de 2017

08/09/2017 12:41

Após bloquearem rodovias, sem-terra pedem apoio da bancada federal

Grupos de movimento sem-terra vão se reunir com deputados e senadores da bancada federal de MS

Richelieu de Carlo
Integrantes de movimentos sem-terra durante reunião com o superintendente do Incra. (Foto: Richelieu de Carlo)Integrantes de movimentos sem-terra durante reunião com o superintendente do Incra. (Foto: Richelieu de Carlo)

Grupos de movimento sem-terra vão se reunir nos próximos dias com deputados e senadores da bancada federal de Mato Grosso do Sul em busca de apoio para agilizar a reforma agrária no Estado. O encontro está sendo articulado pela superintendência regional do Incra (Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária).

Em reunião na sede do órgão em Campo Grande, na manhã desta sexta-feira (8), ficou definida uma pauta que será apresentada ao deputado federal Carlos Marun (PMDB), no início da próxima semana, por José Rainha, um dos líderes do FNL (Frente Nacional de Luta Campo e Cidade), que tem o apoio do MPL (Movimento Popular de Luta), USB (União Social Brasileira) e UGP (Grêmios de Produção).

O Incra-MS, por sua vez, pretende se reunir com representantes da bancada federal no dia 19 de setembro, e está articulando o encontro com o senador Waldemir Moka (PMDB).

Os grupos pretendem reivindicar medidas para acelerar o processo de reforma agrária em Mato Grosso do Sul. Para tanto, indicaram algumas propriedades rurais para analisarem a viabilidade de compra pelo governo federal, com a liberação de recursos para esta finalidade.

“Queremos sair com algo palpável sobre as áreas solicitadas, sabemos que o governo passa por uma crise financeira, mas queremos um retorno de algo concreto”, diz José Rainha. “Defendemos a compra de terras ao invés de desapropriações e já indicamos áreas viáveis para isso. Não adianta batermos em questões que não vamos conseguir resolver”.

O superintendente regional do Incra, Humberto César Mota Maciel, diz que o governo deve ter um “olhar diferente” para a reforma no Estado, que não está parada, mas encontra dificuldades para demarcações a cerca de nove anos.

“Não podemos vender ilusão, temos que falar a verdade. Vamos nos reunir com a bancada para conseguir mais dinheiro no orçamento através de emendas”, relata Humberto. “O importante é que através de mudanças conseguimos avanços para destravar o Incra”.

Bloqueios 

Nesta quinta-feira (7), feriado do Dia da Independência do Brasil, movimentos sem-terra bloquearam cinco rodovias de Mato Grosso do Sul para chamar a atenção do Governo Federal para desbloquear recursos para que novas áreas sejam liberadas para os sem-terra.

Os bloqueios aconteceram nas rodovias: BR-163, em Campo Grande, BR-060, em Sidrolândia, BR-247 em Nova Casa Verde, BR-267 em Nova Andradina e em Ponta Porã, rodovia municipal, na saída para o município de Antônio João.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions