A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

30/06/2012 14:50

Após reviravolta, André diz que queria candidatura própria em Dourados 

Aline dos Santos

Até ontem, o partido deveria disputar o comando da segunda maior cidade de Mato Grosso do Sul

André Puccinelli declarou que PMDB de Dourados teve autonomia. (Foto: Minamar Júnior)André Puccinelli declarou que PMDB de Dourados teve autonomia. (Foto: Minamar Júnior)

O governador André Puccinelli (PMDB) afirmou neste sábado que queria candidatura própria em Dourados. Até ontem, o partido deveria disputar o comando da segunda maior cidade de Mato Grosso do Sul.

Mas, numa reviravolta, o PMDB rejeitou a candidatura do deputado federal Marçal Filho e decidiu indicar o vice na chapa liderada pelo prefeito Murilo Zauith (PSB). Ele foi vice-governador na primeira administração de Puccinelli.

Questionado se faltou apoio a Marçal, o governador afirmou que o PMDB de Dourados tem autonomia total. “Eles tinham que decidir, se tem [candidatura] subo no palanque, queria candidatura própria”, afirmou, durante convenção do PMDB em Campo Grande.

Ontem, os peemedebistas indicaram Odilon Azambuja, ex-gerente regional da Sanesul, para ser o vice. Diante deste cenário, Marçal Filho falou em deixar o partido.

Dos 54 correligionários na convenção. foram 42 votos a favor da parceria com Zauith, 11 pela candidatura própria e um voto em branco. Marçal chegou a vencer disputa interna no partido com o deputado federal Geraldo Resende e a vereadora Délia Razuk para ser o candidato do PMDB.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions