A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 23 de Agosto de 2017

14/05/2017 13:23

Assembleia muda sistema para facilitar acesso de cidadãos a projetos

Intenção é que consulta seja mais rápida e ágil pelo site

Leonardo Rocha
Reunião da equipe responsável por fazer as mudanças no sistema (Foto: Victor Chileno)Reunião da equipe responsável por fazer as mudanças no sistema (Foto: Victor Chileno)

A Assembleia vai promover mudanças em seu sistema, para facilitar aos cidadãos o acesso a projetos e atividades do legislativo, por meio do site e também através dos aplicativos móveis. A intenção é que esta consulta fique mais rápida e ágil.

Desde o começo do ano, a atual direção da Assembleia defende que vai promover mudanças nas atividades do legislativo, para deixar o trabalho mais moderno e fácil para que a população possa acompanhar. Entre as ações, houve um aplicativo disponível para download gratuito nas lojas virtuais, além da reforma administrativa interna.

"Nosso objetivo é garantir que as pessoas possam ter um acesso mais rápido e preciso a toda a Legislação desde a criação do Estado, além de consultar as tramitações e o teor das matérias em discussão na Casa", disse o 1° secretário da Assembleia, o deputado Zé Teixeira (DEM).

O secretário de Assuntos Legislativos e Jurídicos, Gustavo Ubirajara, destaca que o atual software já estava sendo utilizado há 13 anos e por isso necessitava de mudanças e uma atualização, para que a população tenha este acesso mais rápido a todos os projetos, processos e atividades do legislativo.

A direção da Casa de Leis alega que as mudanças não trazem novos custos ao legislativo, pois todos os procedimentos serão realizados pela empresa que já presta o devido serviço, que é de manutenção do atual sistema.

Mudanças - Além dos processos mais modernos, a Assembleia promoveu neste ano a sua reforma interna, que diminuiu de 256 para 200 cargos em comissão, além de reduzir de 54 para apenas 9 funções e nomenclaturas, tendo a intenção de gerar uma economia mensal de R$ 300 mil por mês.

Outra novidade foi a instalação do ponto eletrônico, que servirá para controlar a jornada de trabalho dos servidores das diretorias e secretarias do legislativo. Os assessores dos deputados, lotados nos gabinetes, continuam tendo o controle do parlamentar e não entram nesta vistoria.

Além disto está previsto para este mês, a primeira chamada dos aprovados em concurso, que segundo expectativa, devem ser nomeados 40 (aprovados), metade dos previsto em vaga, pelo certame. O restante, segundo a direção, deve ser chamado até o final do ano.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions