A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 21 de Agosto de 2017

17/10/2013 13:06

Assistência social destaca evolução e governador promete plano de cargos

Vinícius Squinelo e Leonardo Rocha
Governador garante plano de cargos e carreiras para os profissionais (Foto: Marcos Ermínio)Governador garante plano de cargos e carreiras para os profissionais (Foto: Marcos Ermínio)

Mostrando uma forte evolução nos últimos oito anos em Mato Grosso do Sul, a assistência social será reforçada pelo governo estadual, inclusive com um Plano de Cargos e Carreiras para quem atua na área. Essa foi a promessa do governador André Puccinelli (PMDB), durante a abertura da 10ª Conferência Estadual de Assistência Social, que acontece na UCDB (Universidade Católica Dom Bosco).

“Ainda este ano vamos enviar o Plano de Cargas e Carreiras dos profissionais da assistência social do governo para a Assembleia Legislativa”, garantiu Puccinelli.

Ainda segundo o governador, o projeto deve ser votado pelos deputados até o dia 4 de abril de 2014, para que possa entrar em vigor ainda no próximo ano.

Sobre a assistência social de MS, Puccinelli destacou que o governo é responsável por 55% dos recursos destinados à área no Estado, enquanto a União banca o restante. “Tudo é feito através de transferência fundo a fundo, assim o recurso é mandado de forma direta”, relatou.

Debate – Secretária Estadual de Assistência Social, Tânia Garib destacou que a conferência estadual é fruto do trabalho nos 79 municípios de Mato Grosso do Sul, que realizaram conferências municipais.

Todos os pontos levantados nesta 10ª Conferência Estadual de Assistência Social, que começou hoje e vai até amanhã, serão encaminhados para a Conferência Nacional, que será realizada dos dias 16 a 19 de dezembro deste ano.

Evolução – Presente no evento, o deputado estadual Junior Mochi (PMDB) destacou a presença crescente da assistência social no Estado. “Nesses anos foram definidas regras, como do vale renda, que os beneficiários recebem inclusive 13º salário e reajuste com a inflação”, lembrou.

“Com a implantação do Suas (Sistema Único de Assistência Social de MS), há oito anos, não há mais espaço para aventureiros, o que se faz hoje não é política de assistencialismo, e sim um plano de gestão”, comentou Cassiana Afonso Arantes, coordenadora do Conselho Estadual de Assistência Social.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions