A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 21 de Setembro de 2017

29/08/2017 11:07

Auditoria na folha de pagamento deve ficar para ano que vem, diz prefeito

Licitação para contratar empresa externa sai em 2017, mas conclusão do processo deve ocorrer só em 2018

Mayara Bueno
Prefeito de Campo Grande, Marquinhos Trad, PSD.
(Foto: Mayara Bueno).Prefeito de Campo Grande, Marquinhos Trad, PSD. (Foto: Mayara Bueno).

A autoria na folha de pagamento dos 23 mil servidores da Prefeitura de Campo Grande deve ficar para 2018. Conforme o prefeito da Capital, Marquinhos Trad (PSD), o município ainda terá de fazer uma licitação para escolha da empresa que vai auditar a folha.

Por mês, o custo dos salários gira em torno de R$ 107 milhões, fonte de maior gasto mensal da prefeitura.

Conforme o secretário de Finanças do município, Pedro Pedrossian Neto, a prefeitura vai elaborar um termo de referência para lançar a licitação, que deve ocorrer no próximo mês. Mas, até que seja concluído, o processo deve ficar para 2018.

O prefeito falou novamente nesta terça-feira, dia 29, sobre a necessidade de auditar a folha de pagamento. Tudo para descobrir se há salários sendo pagos em duplicidade, se servidores já falecidos constam na folha ou se há remunerações acima do permitido.

"Eu vejo em quase todos os municípios onde foi feita auditoria um impacto substancial em torno de R$ 1 milhão", disse o chefe do Executivo municipal ressaltando que tem pelo menos 16 anos que não ocorre auditoria.

A folha de pagamento também deve ter a venda antecipada por meio de concorrência entre os bancos em novembro. A expectativa é arrecadar R$ 50 milhões, receita que ajudará no pagamento do 13º salário.

 




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions