A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

09/08/2016 13:33

Bancada do PMDB na Câmara diz que apoiará Rose Modesto na eleição

Dos quatro vereadores, só um não tentará a reeleição este ano

Mayara Bueno
Vereadora Carla Stephanini (PMDB). (Foto: Câmara Municipal)Vereadora Carla Stephanini (PMDB). (Foto: Câmara Municipal)
Mario Cesar (PMDB), vereador de Campo Grande. (Foto: Câmara Municipal).Mario Cesar (PMDB), vereador de Campo Grande. (Foto: Câmara Municipal).
Vereador Paulo Siufi (PMDB). (Foto: Câmara Municipal)Vereador Paulo Siufi (PMDB). (Foto: Câmara Municipal)
Vanderlei da Silva Matos, do PMDB. (Foto: Câmara Municipal).Vanderlei da Silva Matos, do PMDB. (Foto: Câmara Municipal).

Liberados para escolher quem apoiará na eleição deste ano, os vereadores do PMDB afirmaram que a escolha será pela candidata a prefeita do PSDB, Rose Modesto. Dos quatro peemedebistas do Legislativo Municipal, três tentarão se reeleger este ano.

“O apoio do governo será relevante e eu advogo pelo voto feminino”, afirmou a vereadora Carla Stephanini, explicando seu voto a Rose, ex-colega no parlamento municipal. “Não vejo óbice à escolha dela. O momento é grave destes quatro anos vão exigir habilidade”, disse.

Paulo Siufi também justificou seu apoio a Rose, afirmando que o próprio PMDB tomou esta decisão, embora não de forma oficial. Nesta eleição, os peemedebistas desistiram de lançar candidatura própria e resolveram lançar apenas uma chapa pura ao legislativo, sem fazer aliança ou coligação.

Mesmo com a desistência da tentativa de reeleição em 2016, o vereador Mario Cesar seguirá os demais colegas de bancada. “Da maneira que ela está fazendo acredito quer se sobressairá”, disse o parlamentar atribuindo à ideia de um projeto de governo, não de poder. Da mesma forma, Vanderlei da Silva Matos disse que apoiará a candidata tucana. Lembrou que Rose foi colega na Câmara e poderá, em uma eventual administração municipal, ser parceria do Legislativo Municipal.

Antes de chegar a decisão de lançar "chapa pura",  em julho, as lideranças do PMDB fizeram algumas reuniões com a cúpula do PSDB, mas não houve um acordo oficial



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions