A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 17 de Agosto de 2017

05/08/2016 12:30

Sem candidato, PMDB espera eleger até cinco vereadores na Capital

Lideranças admitem que ficaram chateados por não ter candidato

Leonardo Rocha
André Puccinelli e Waldemir Moka esperam dedicação total para chapa de vereadores (Foto: Alcides Neto)André Puccinelli e Waldemir Moka esperam dedicação total para chapa de vereadores (Foto: Alcides Neto)

Depois de 20 anos a frente da Capital e perder o último pleito municipal, o PMDB confirmou nesta sexta-feira (05), durante a convenção, o lançamento apenas de uma chapa pura de vereadores, sem vínculo com os candidatos a prefeito. Restando a eleição proporcional, a expectativa é conseguir eleger até cinco representantes na Câmara Municipal.

O evento realizado na direção estadual, teve a presença das principais lideranças do partido. O ex-governador André Puccinelli (PMDB) disse que apesar de não ter candidato próprio, ele vai ajudar na campanha dos vereadores, inclusive participando de reuniões e eventos com a população. "Só é preciso agendar que vou ajudar no contato com a comunidade".

Puccinelli citou a importância do "voto de legenda" e garantiu que com um "grupo forte de vereadores", eles podem reerguer a cidade, com o trabalho no legislativo. Não comentou a sua desistência da disputa, mas ponderou que "deve se olhar para frente e não ficar pensando no passado".

Antes de começar o evento, o ex-governador admitiu que estava com "dor de cotovelo" pelo fato do partido não lançar candidatos, mas que esta decisão foi a melhor escolha para os vereadores, que poderão pedir voto para quem desejarem, sem existir um vínculo oficial.

Candidatos - O presidente municipal do PMDB, Ulisses Rocha, anunciou que serão lançados 32 candidatos a vereador e a meta é eleger cinco representantes para Câmara Municipal. "Sabemos que a candidatura majoritária canaliza os votos, mas temos um partido com muita força na legenda, acredito que a população gosta do partido, por tudo que fez pela cidade".

Já o senador Waldemir Moka (PMDB) ponderou que o quadro político "não está fácil" para nenhum partido e que neste momento se optou por só lançar a chapa de vereadores. "A situação na cidade vai mudar, pode esperar que daqui 4 anos teremos candidato na cabeça, mas neste ano vamos dedicar toda energia aos vereadores".

Ele revelou que muitas pessoas pediam para que Puccinelli fosse candidato, dizendo que seria o "único" que poderia "consertar a cidade", mas que o partido resolveu respeitar a decisão do ex-governador. "Foi um pedido de família, que temos que acatar, mas confesso que fico um pouco triste por não ter candidato".




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions