A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

12/05/2016 13:54

Bancada federal de MS ganha força com a posse de Temer, diz Mochi

Michel Faustino e Leonardo Rocha
O presidente estadual do PMDB, Júnior Mochi, durante pronunciamento na Assembleia Legislativa. (Foto: ALMS)O presidente estadual do PMDB, Júnior Mochi, durante pronunciamento na Assembleia Legislativa. (Foto: ALMS)

Na avaliação do presidente estadual do PMDB, deputado estadual Júnior Mochi, não só os parlamentares de seu partido, mas toda a bancada federal de Mato Grosso do Sul, deve se beneficiar com a posse de Michel Temer (PMDB), que assumiu a presidência da República nesta quinta-feira (12) em virtude do afastamento temporário de Dilma Roussef (PT). Para o peemedebista, a boa convivência entre os parlamentares deve render 'bons frutos' ao Estado.

“Nós (parlamentares) de Mato Grosso do Sul teremos um acesso maior ao presidente. Os deputados, senadores têm uma relação pessoal e política com o Temer (Michel Temer). A bancada de MS terá mais voz e o Estado ganha muito com isso”, disse.

Com isso além do peemedebista Carlos Marun, o bom relacionamento com o chefe maior do Executivo deve 'beneficiar' indiretamente os deputados:: Elizeu Dionizio e Geraldo Rezende, ambos do PSDB, Luiz Henrique Mandetta (DEM) e Tereza Cristina (PSB), todos favoráveis ao impeachment. Completam a bancada federal do Estado os deputados Dagoberto Nogueira (PDT), Vander Loubet (PT) e Zeca do PT, estes foram contra o afastamento de Dilma no congresso.

Ao fazer um prognóstico sobre o governo Temer, Mochi é cauteloso e pondera de forma cautelosa. “Sabemos que o Temer vai encontrar muitas dificuldades, ainda mais por se tratar de um governo de transição. Mesmo assim, existe uma expectativa grande e esperança de que o país retorne ao rumo do desenvolvimento e que ele faça um bom trabalho. Para isso, é preciso que ele tenha apoio do congresso”, finaliza.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions