A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 23 de Agosto de 2017

05/11/2013 13:03

Ben Hur rebate pedido de afastamento e critica vereadores

Bruno Chaves Kleber Clajus
Secretaria se reuniu com vereadora que pede seu afastamento (Foto: Cleber Gellio)Secretaria se reuniu com vereadora que pede seu afastamento (Foto: Cleber Gellio)

O secretário municipal de Planejamento, Finanças e Controle, Wanderley Ben Hur da Silva, rebateu o pedido de afastamento, sugerido pela Comissão de Finanças e Orçamento da Câmara de Campo Grande, e afirmou que alguns vereadores não deveriam ocupar uma vaga no Legislativo.

“Se eu pudesse dar uma sugestão, alguns vereadores não continuariam aqui. Estou tranquilo”, afirmou nesta terça-feira (5).

Ben Hur disse que quem decide sobre a questão é o prefeito Alcides Bernal (PP) e que até agora não teve nenhum posicionamento contra sua permanência no cargo. “Sou gestão”, concluiu.

Pedido de afastamento – A Comissão de Finanças e Orçamento da Câmara de Campo Grande informou ontem (4) que vai sugerir ao prefeito que exonere o secretário municipal em razão de irregularidades nas peças orçamentárias e nos remanejamentos de verbas detectadas pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE).

O pedido tem por base um parecer do TCE que tinha sido pedido pela Comissão de Finanças e Orçamento da Câmara.

“Uma das recomendações é sugerir ao prefeito Alcides Bernal o afastamento imediato do secretário Wanderley Ben Hur”, informou a vereadora Grazielle Machado (PR), presidente da comissão.

Segundo Grazielle, é prerrogativa do Executivo nomear e exonerar integrantes do primeiro escalão de governo e, em razão disso, a comissão teria optado por fazer uma sugestão ao prefeito.

“Vamos sugerir a substituição imediata do secretário de Planejamento”, revelou. “É uma sugestão já que não podemos deliberar sobre essa questão”, insistiu.

Câmara adia de novo votação da PEC que cria distritão e fundo eleitoral
Após várias tentativas de votação nesta terça-feira (22), a análise da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 77/03, que altera o sistema político-e...
Câmara aprova parcelamento de dívidas de Estados e municípios com o INSS
A Câmara dos Deputados aprovou na noite desta terça-feira, 22, em plenário, a medida provisória 778/2017, que permite Estados e municípios parcelarem...
Votação da PEC do fim das coligações será retomada nesta quarta-feira
A Comissão Especial da PEC 282/2016, que propõe o fim das coligações partidárias e estabelece cláusula de barreira, teve que suspender o processo de ...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions