ACOMPANHE-NOS    
JANEIRO, SÁBADO  16    CAMPO GRANDE 22º

Política

Bernal anuncia criação do Restaurante da Gente e a Casa da Mulher

Por Carlos Martins | 22/04/2013 13:05
Bernal foi até a Esplanada Ferroviária para fazer balanço de sua gestão (Foto: Marcos Ermínio)
Bernal foi até a Esplanada Ferroviária para fazer balanço de sua gestão (Foto: Marcos Ermínio)

Além da criação de duas secretarias especiais, da Mulher e da Juventude, o prefeito Alcides Bernal (PP) anunciou nesta segunda-feira (22), durante balanço de sua gestão nestes primeiros 112 dias, mais novidades: a população terá à disposição um restaurante que servirá café da manhã e almoço a preços populares. “O Restaurante da Gente oferecerá alimentação saudável, balanceada, tanto no café da manhã como no almoço”, disse o prefeito.

Outra medida anunciada será a criação da Casa da Mulher que irá atender a mulheres vítimas de violência. A unidade, que contará com recursos do governo Federal, irá oferecer serviços especializados integrados de assistência social, educação, emprego, justiça, saúde e renda. “Esta iniciativa é uma parceria com o governo da nossa presidente Dilma Rousseff”, revelou. A assistência social, que hoje já realiza ações nos fins de semana, será intensificada com a criação do SAS Itinerante que percorrerá os bairros mais carentes.

Outro projeto anunciado é o Viver Bem. “É um projeto voltado para os idosos, Levará aos bairros atividades físicas e intelectuais”, adiantou. Os idosos poderão participar de atividades tais como alongamento, tai-chi-chuan, dança de salão, teatro, coral, ginástica, capoterapia e artesanato. Está previsto, também, a realização de um baile mensal nos bairros em parceria com associações de moradores, igrejas e entidades.

Bernal também disse que irá criar mais cinco CCIS. “É uma necessidade, não é possível que uma capital extensa como Campo Grande tenha apenas três CCIS funcionando. A criação de uma cooperativa indígena também faz parte do plano de trabalho do prefeito. Será criado também um selo indígena como forma de reconhecimento e valorização dos produtos indígenas que serão comercializados e divulgados no País e no exterior.

O CAD Único, que possibilita o mapeamento das famílias carentes que poderão ser beneficiadas pelos programas sociais do governo também será ampliado. “Infelizmente ainda existe gente em Campo Grande em situação de miséria. É uma necessidade, vamos enfrentar esse problema e resolvê-lo”,

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário