A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

17/12/2013 16:09

Bernal deve voltar a “usar a caneta” para cooptar mais vereadores

Josemil Arruda
Edson Shimabukuru deve ser um dos contemplados com nomeações (Foto: arquivo)Edson Shimabukuru deve ser um dos contemplados com nomeações (Foto: arquivo)

A fim de aproveitar esse período de calmaria que antecede o Natal, com a Comissão Processante se dedicando à elaboração do relatório final, os articuladores políticos da gestão do prefeito Alcides Bernal (PP) têm a intenção de conquistar novas adesões na Câmara de Campo Grande, promovendo mais nomeações. “Amanhã tem alguma coisa. Pelo menos uma nomeação nova”, informou um aliado de Bernal.

Já um integrante do primeiro escalão de Bernal disse que até a cassação dos quatro vereadores pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE) havia duas nomeações entabuladas. “A informação que eu tinha é que havia mais duas nomeações, uma para a Agetran e outra para a Emha”, revelou.

Segundo esse secretário, Jean Saliba deverá ser nomeado para comandar a Agência Municipal de Trânsito (Agetran), no lugar de Kátia Castilho, atendendo indicação do vereador Edson Shimabukuru (PTB). Já um dos articuladores políticos da gestão de Bernal diz que há outros nomes sendo avaliados. “Não é só o Jean Saliba, pode ser também o Amarildo ou o Araçoaí Gomes”, objetou.

Já a outra nomeação que deveria ser feita pelo prefeito, conforme o secretário, está suspensa em razão da cassação do vereador Paulo Pedra (PDT). Por indicação do pedetista, Dirceu Peter, ex-presidente do Instituto dos Arquitetos do Brasil (IAB), seria nomeado para a presidência da Agência Municipal de Habitação (Emha). Com a cassação, a vaga está sendo rediscutida pelo secretário de Governo, Pedro Chaves, mas por enquanto não houve avanço em relação a nenhum outro vereador.

A Secretaria da Juventude também teria sido oferecida para o vereador Eduardo Romero (PT do B), mas não houve definição até hoje. “Isso fazia parte do acordo com Siufi e Jamal, que traria junto o Romero”, explicou um dos integrantes do secretariado de Bernal.

Também devem ser feitas novas cedências para atender vereadores. “Advogo a tese de que tem de ampliar, fazer mais cedências agora, porque na crise é pior, é mais difícil. Tem de discutir e fazer agora”, defendeu um dos articuladores políticos de Bernal.

Por enquanto a articulação do secretário Pedro Chaves só garantiu a adesão de mais um vereador, Jamal Salém (PR), que indicou a nova presidente do Instituto Municipal de Previdência de Campo Grande (IMPCG), Lilliam Maksoud. Além dos oito vereadores que já integram a base de Bernal, com a nomeação, agora são nove vereadores.

Os articuladores políticos de Bernal chegaram a contabilizar Paulo Siufi (PMDB) como décimo vereador na base de apoio de Bernal, mas a articulação desastrosa com cedências sem consultar o peemedebista acabou mantendo-o na oposição.

Há conversações para que também passem a compor a bancada governista os vereadores Carlão (PSB), Rose Modesto (PSDB) e Valdecy Chocolate (PP).

 



Há conversações para que também passem a compor a bancada governista os vereadores Carlão (PSB), Rose Modesto (PSDB) e Valdecy Chocolate (PP).
SE ESTES VEREADORES PULAR PARA O LADO DO BERNAL , MAIS UMA VEZ SE CONCRETIZA CALAMIDADE DE VERGONHA ...
 
ELY MONTEIRO em 17/12/2013 17:24:04
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions