A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

06/01/2016 13:12

Bernal diz estar focado na administração e não pensa em reeleição

Antonio Marques
O prefeito Alcides Bernal disse que está focado em fazer uma boa administração para Campo Grande (Foto: Fernando Antunes)O prefeito Alcides Bernal disse que está focado em fazer uma boa administração para Campo Grande (Foto: Fernando Antunes)

O prefeito Alcides Bernal (PP) revelou que está focado na administração municipal e não pensa na reeleição à Prefeitura de Campo Grande. Ele disse que pretende fazer em 2016 o que não conseguiu realizar nos três primeiros anos da gestão, por conta do período que ficou fora do cargo, e anunciou investimentos da ordem de R$ 500 milhões de recursos federais para mobilidade urbana.

Durante entrevista à TV Morena no final da manhã, o prefeito disse que não está preocupado no momento com sua candidatura à reeleição e está trabalhando para retirar a Capital da crise financeira que se encontra. “Quero concluir o mandato da melhor maneira possível”, afirmou.

Bernal voltou a dizer que ao deixar o cargo, a prefeitura tinha um superavit de R$ 696 milhões e reassumiu com déficit e uma folha de pagamento no valor de R$ 95 milhões atrasada. “Em quatro meses estamos mostrando que é possível fazer uma administração séria e voltada para a melhora de vida da população”, comentou.

O prefeito anunciou que neste ano, mais curto em razão de ter eleições municipais, vai ter R$ 500 milhões para investimentos na mobilidade urbana. São verbas do governo federal repassados pelo PAC (Programa de Aceleração do Crescimento) Mobilidade Urbana, que foram aprovadas pela Câmara Municipal ainda em 2013, na primeira parte do mandato de Bernal.

Dentre os projetos a serem executados estão o asfaltamento da região do Bairro Nova Lima e os corredores do transporte coletivo. “São investimentos que vai reabilitar a saúde financeira da cidade”, observou Bernal.

Buracos – O prefeito justificou que Campo Grande conta com 2.800 quilômetros vias asfaltadas em condições precárias, por ser um asfalto antigo, o que provoca muitos buracos nas ruas. Segundo ele, em dois meses já foram tapados cerca de 50 mil buracos a um custo de R$ 2 milhões, “valor muito inferior ao que se gastava antes”, ressaltou.

Para Bernal, o período de chuva acaba atrapalhando o serviço de recuperação da malha asfáltica, mas o serviço deve continuar sendo executados e lembrou que está realizando parceria com o Exército para o recapeamento da Avenida Bandeirantes e Rua Brilhante.

Saúde - Bernal informou também que vai retomar, na próxima sexta-feira, 8, o programa Saúde Móvel, que prevê o envio de médicos para as unidades para reduzir o tempo de espera dos pacientes. “É inaceitável uma pessoa permanecer tanto tempo para ser atendida. Isso não pode ocorrer”, afirmou o prefeito.

Para Bernal, a saúde da Capital estava paralisada quando ele retornou ao cargo. “350 médicos haviam deixado à prefeitura. Já contratamos 100 novos médicos e vamos contratar outros 100 para melhorar o atendimento nas unidades”, garantiu, justificando que a lotação nas unidades de saúde se deve ao fato de Campo Grande enfrentar epidemia de dengue.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions