A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

04/02/2012 20:38

Bernal e Dagoberto defendem aliança com PT para fortalecer oposição

Wendell Reis

Os pré-candidatos à prefeitura de Campo Grande, Dagoberto Nogueira (PDT), e Alcides Bernal (PP) defendem uma aliança com o PT ainda no primeiro turno na Capital. Os dois pré-candidatos estiveram no evento do PT neste sábado e defenderam uma aliança da oposição para fortalecer a campanha.

Dagoberto defende uma aliança de todos partidos da oposição e acredita que uma separação pode enfraquecer o grupo. “Nesta estratégia, de todos lançarem candidatos, nenhuma das candidaturas acaba tendo consistência. Acaba que terá pouco palanque. O Delcídio não vai poder subir no meu, no do Alcides Bernal. Vai acabar nos prejudicando”.

O ex-deputado federal acredita que é preciso ter maturidade realizar pesquisas em maio para definir um único candidato para o grupo. Dagoberto afirma que não fará uma aliança só com o PT. Além disso, entende que o PDT não tem estrutura e nem tempo de propaganda na televisão para concorrer sozinho à Prefeitura de Campo Grande.

Alcides Bernal analisa que a aliança é possível inclusive no primeiro turno, alegando que é possível incorporar as propostas de todos. Ele ressaltou a importância da declaração de Vander, de que se não for para o segundo turno, apoiará ele ou Dagoberto para a conquista da Prefeitura.

O senador Delcídio Amaral é mais cauteloso e acredita que a eleição precisa de pelo menos três candidaturas, sendo uma da situação e pelo menos duas da oposição. “Com isso você pulveriza e muito provavelmente leva a eleição para o segundo turno. Só o fato de levar para o segundo turno, politicamente já é uma grande vitória. Nós vamos chegar a um consenso com relação ao número de candidaturas. Ver quem vai ser candidato. Vai depender desta articulação política”.

O presidente do PT, Rui Falcão, falou da importância de aliados, que segundo ele, contribuiu para as políticas do PT, possibilitando a ascensão de 40 milhões de pessoas. Ele disse que há diferenças com aliados, mas elas são secundárias, pois juntos, o PT e os aliados fizeram a presidenta Dilma Rousseff (PT) ser a presidenta melhor avaliada na história do Brasil.



Com Duarte fora, petistas devem revezar liderança na Assembleia
O líder do PT na Assembleia Legislativa, deputado Cabo Almi, declarou ao Campo Grande que o partido se reunirá na próxima terça-feira (7) para defini...
Dnit desiste de indicar filho de general e continua sem superintendente
O senador Delcídio Amaral (PT) informou que o Dnit (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes) deve continuar sem superintendente por al...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions