A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

29/10/2013 07:55

Bernal pede “pressa” à Câmara para aprovar redução da tarifa de ônibus

Kleber Clajus
Prefeito ainda precisa encaminhar projeto de lei para que tarifa seja reduzida e aplicada a partir de 1º de novembro (Foto: Marcos Ermínio)Prefeito ainda precisa encaminhar projeto de lei para que tarifa seja reduzida e aplicada a partir de 1º de novembro (Foto: Marcos Ermínio)

O prefeito de Campo Grande, Alcides Bernal (PP), pediu hoje agilidade da Câmara Municipal para que vote a isenção do ISS (Imposto Sobre Serviços), que garante redução de R$ 0,05 na tarifa do transporte coletivo. A declaração foi feita no programa Refazenda, da FM Cidade 97,9.

“Vamos dar encaminhamento ao projeto de lei para a Câmara Municipal. Peço que votem rapidamente essa decisão que eu tomei, mas que se não aprovar não tem jeito de realizar”, afirmou Bernal que crê na agilidade dos vereadores para que a nova tarifa passe a valer a partir do dia 1º de novembro.

O chefe do Executivo também prometeu mais uma vez “fiscalização rigorosa da qualidade do serviço”, além da reforma dos nove terminais de transbordo e construção de outros quatro.

De acordo com o presidente da Casa de Leis, Mario Cesar (PMDB), o prefeito não encontrará empecilhos. Uma vez apresentado o projeto de lei, este deve ser aprovado em regime de urgência e sem oposição.

Redução - Esta foi a segunda redução do ano no valor da passagem, em 1º de julho Bernal havia anunciado diminuição de R$ 2,85 para R$ 2,75 por causa da isenção de PIS e Cofins, determinada pela presidente Dilma Rousseff (PT).

A nova redução só será possível com a isenção do ISS (Imposto Sobre Serviços), que depende do aval da Câmara Municipal e vai significar a renúncia fiscal de R$ 8 milhões por ano.

Em julho, cálculos da Agência Municipal de Regulação indicavam que a isenção poderia reduzir a tarifa em R$ 0,14, de R$ 2,75 para R$ 2,61. No entanto, o prefeito autorizou o aumento para R$ 2,90 e depois, a redução.

 

Assembleia vota Orçamento de R$ 14,4 bilhões de 2018 na terça-feira
O Orçamento de R$ 14,4 bilhões do Governo de Mato Grosso do Sul para 2018 passará pela votação em segunda discussão na terça-feira (19) na Assembleia...
Temer diz que adiamento da reforma da Previdência foi 'ótimo' para ganhar votos
O presidente Michel Temer procurou mostrar otimismo ao falar sobre a reforma da Previdência ao dar posse ao deputado federal Carlos Marun (PMDB-MS) c...


com certeza ja e um começo. De grão em grão vamos chegar la
 
joel alves de lima em 29/10/2013 09:34:24
Muita isenção para insignificante redução na tarifa de ônibus aliada a péssima qualidade dos transportes coletivos da cidade.
 
Rita Andrade em 29/10/2013 09:24:20
Ta certo que esses ônibus não estão bons e são muito lotados em horário de pico, mas
antes diminuir 0,05 centavos do que aumentar.
Qualquer reajuste já é uma ajuda!
 
Tiane Souza em 29/10/2013 08:21:38
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions