A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

20/01/2014 15:22

Bernal promete “solução” para despejo da Câmara, mas não tem nada a curto prazo

Josemil Arruda e Kleber Clajus
Solução de Bernal é para daqui a 6 meses, mas Câmara pode ser desejada em março (Foto: Cleber Gellio)Solução de Bernal é para daqui a 6 meses, mas Câmara pode ser desejada em março (Foto: Cleber Gellio)

O prefeito Alcides Bernal (PP) garantiu hoje que dará solução para o problema do despejo dos vereadores do prédio atual, no bairro Jatiuka Park, mas continua sem ter uma proposta a curto prazo. A Justiça deu até março para a Câmara de Campo Grande desocupar o prédio, que pertence à empresa Haddad Engenheiros Associados.

Ao que tudo indica, Bernal apostará numa manobra jurídica para impedir o despejo até que consiga construir o Centro Político Administrativo. “Vou chamar minha equipe da procuradoria para tratar dessa questão do ponto de vista jurídico e também a equipe de obras e planejamento urbano. Meu desejo é construir o Centro Político Administrativo na nossa cidade”, declarou o prefeito nesta manhã.

O que não se pode, segundo Bernal, é manter uma situação como essa, que “envergonha nossa Capital”, de a sua Câmara não ter sede própria e estar ameaçada de despejo por falta de pagamento do aluguel. “Há muitos anos que se tornou extremamente grave essa situação, a tal ponto de permitir que a Câmara seja despejada por falta de pagamento”, enfatizou. “O problema foi criado nas gestões anteriores e a solução nós vamos dar”, garantiu.

Desapropriação - A Câmara de Campo Grande economizou cerca de R$ 8 milhões no exercício passado, ao deixar de realizar gastos previstos, alguns deles até empenhados, para dar condições financeiras ao Executivo de promover a desapropriação do atual prédio, na Jatiuka Park. Para a Câmara, essa seria a melhor solução, a mais econômica, mas é rejeitada por Bernal.

Além disso, há também discordância sobre o preço da desapropriação, pois a empresa Haddad Engenheiros Associados considera que o prédio vale pelo menos R$ 16 milhões. E não é só isso. A locadora está sem receber o valor dos alugueis há vários anos e cobra uma dívida de R$ 11 milhões. O elevado valor do passivo decorre do aluguel de R$ 35 mil desde 1º de janeiro de 1999, que deixou de ser pago integralmente em 2007, quando expirou o contrato Câmara e do pagamento parcial de R$ 11 mil por mês com base em liminar judicial, depois derrubada na sentença de mérito. Hoje, a empresa locadora diz que o aluguel, que não é pago há seis anos devido à falta de contrato, é de R$ 100 mil por mês.

Quanto à solução preferida por Bernal, a prometida construção do Centro Político Administrativo na Avenida Duque de Caxias, perto do Atacadão, na saída para Aquidauana, já está atrasada. O prefeito chegou a afiançar, no dia 20 de novembro, que iria resolver o problema do aluguel do prédio da Câmara, com a construção de um Parque Administrativo, no prazo de seis meses. Hoje, dia 20 de janeiro, está completando dois meses de mais essa promessa e nenhum tijolo foi assentado até agora.

 

 



Ganhou a eleição no marketing puro para a maioria sem instrução de nossa cidade. A maioria sem cérebro acreditou em tudo que esse cidadão disse... agora estamos nessa porcaria!!! Mudar uma cidade que era considerada uma das mais belas do país??? Que BELEEEEZA!!!! Galera, problemas todas as cidades possuem, porém com o tempo serão resolvidos! Este ERA o caso da nossa cidade... eu disse ERA... pq agora, com este senhorzinho aí, estamos sem perspectiva!! VOLTA PRO RÁDIO BERNAL... lá é seu lugar... ao lado dos "INTELIGENTES"!!!!
 
Fabiano Gutierres em 20/01/2014 16:40:23
tem uma solução... mais um pouco para baixo tem o viaduto da Fernando Correa com a Av Ceará...melhor local para acomodar essa cambada toda!
 
Etiene mendonça em 20/01/2014 16:03:51
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions