A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 19 de Março de 2019

29/10/2018 10:18

Bolsonaro só perdeu em 10 municípios do Estado, a maioria fica na região Sul

Desempenho não mudou em relação ao 1º turno, quando o presidente eleito venceu na mesma quantidade de municípios

Mayara Bueno
Gráfico aponta onde candidatos a presidente venceram em MS. (Arte: Ricardo Oliveira).Gráfico aponta onde candidatos a presidente venceram em MS. (Arte: Ricardo Oliveira).

Jair Bolsonaro (PSL), eleito presidente da República no domingo (dia 28), com 55,13% dos votos, venceu em 69 das 79 cidades de Mato Grosso do Sul, segundo dados computados pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral). Não houve mudança em relação ao 1º turno, quando Fernando Haddad (PT), que somou 44,87%, venceu nos mesmos municípios que ganhou no 2º turno.

As 10 cidades de MS que o petista venceu foram Miranda, Dois Irmãos do Buriti, Selvíria, Vicentina, Taquarussu, Tacuru, Paranhos, Japorã, Juti e Itaquiraí. As sete últimas cidades estão na região sul do Estado e a maioria dos municípios onde o PT ganhou concentra populações indígenas.

Bolsonaro, por sua vez, ganhou nas cinco maiores cidades, além das demais. Em Campo Grande, foram 337.170 votos, o que representa 70%, enquanto Haddad recebeu 135.939, totalizando 28,73%.

Em Dourados, foram 76.753 (68,18), contra 35.815 (31,82); Corumbá, 27.107 (57,53), contra 20.013 (42,47%). O presidente eleito teve 34.967 (67,36%) em Três Lagoas e Haddad 16.944 (32,64%) e, em Ponta Porã, foram 29.496 (67,96%) contra 13.906 (32,04%).

Números - Confira os votos recebidos por Bolsonaro e Haddad, nesta ordem, com números e percentuais:

Em Paranaíba, Bolsonaro teve 12.781 (63,41%) e Haddad 7.376 (36,59%). Sonora, 4.293 (58,95%), 2.989 (41,05%); Pedro Gomes, 2.018 (52,76%), 1.807 (47,24%); Coxim, 9.704 (60,35%), 6.376 (39,65%); Figueirão, 900 (57,32%), 670 (42,68%); Camapuã, 4.462 (60,26%), 2.943 (39,74%); Jaraguari, 2.269 (55,59%), 1.813 (44,41%); Ribas do Rio Pardo, 5.264 (59,47%), 3.588 (40,53%).

Santa Rita do Pardo, 1.682 (58,30%), 1.203 (41,70%); Bataguassu, 7.059 (63%), 4.145 (37%); Anaurilândia, 2046 (52,53%), 1.849 (47,47%); Batayporã, 3.073 (55,69%), 2.445 (44,31%); Taquarassu, 998 (45%),1.220 (55%); Naviraí, 16.460 (69,18%), 7.332 (30,82%); Itaquiraí, 4.183 (49,15%), 4.327 (50,85%); Eldorado, 3.771 (67,33%), 1.830 (32,67%).

Em Mundo Novo, 6.248 (65,50%), 3.291 (34,50%); Japorã, 1.184 (31,63%), 2.559 (68,37%); Sete Quedas, 3.149 (64,57%), 1.728 (35,43%); Paranhos, 2.411 (46,80%), 2.741 (53,20%); Coronel Sapucaia, 3.532 (51,31%), 3.351 (48,69%); Aral Moreira, 2.547 (53,34%), 2.228 (46,66%); Antônio João, 2.607 (55,86%), 2.060 (44,14%); Bela Vista, 6.188 (58,48%), 4.394 (41,52%).

Já em Caracol, 1.770 (59,78%), 1.191 (40,22%); Porto Murtinho, 2.727 (58,22%), 1.957 (41,78%); Aquidauana, 12.369 (56%), 9.719 (44%); Rio Verde do Mato Grosso, 5.675 (61,76%), 3.514 (38,24%); São Gabriel do Oeste, 9.997 (73,03%) 3.691 (26,97%); Bandeirantes, 2.269 (55,59%),1.813 (44,41%); Rochedo, 1.785 (65,94%), 922 (34,06%); Corguinho, 1.364 (57,10%); 1.025 (42,90%); Terenos, 5.007 (55,86%), 3.956 (44,14%).

Em Sidrolândia, 12.110 (56,72%); 9.242 (43,28%); Maracaju, 13.404 (67,64%), 6.414 (32,36%); Itaporã, 6.496 (68,23%), 3.025 (31,77%); Douradina, 1.876 (58,22%),1.346 (41,78%); Deodápolis, 3.983 (59,16%), 2.750 (40,84%); Ivinhema 8.712 (64,69%); 4.756 (35,31%).

Novo Horizonte do Sul, 1.312 (51,15%), 1.253 (48,85%); Jateí, 1.324 (52,37%), 1.204 (47,63%); Vicentina, 1.881 (46,85%), 2.134 (46,85%); Fátima do Sul, 7.087 (61,39%), 4.458 (38,61%); Caarapó, 9.178 (64,91%), 4.961 (35,09%); Laguna Carapã, 2.129 (61,34%), 1.342 (38,66%); Naviraí, 9.178 (64,91), 4.961 (35,09%); Juti, 1.612 (46,38), 1.864 (46,38%).

Em Itaquiraí, foram 14.640 (69,18%), 7.332 (30,82%); Glória Dourados, 3.072 (58,43%), 2.186 (41,57%); Maracaju, 13.404 (67,64%), 6.414 (32,36%); Nioaque, 3.597 (51,91%), 3.332 (48,09%); Guia Lopes da Laguna, 2.916 (60,37%), 1.914 (39,63%); Jardim, 7.847 (66,39%), 3.973 (33,61%); Anastácio, 7.024 (58,81%) 4.920 (41,19%); Dois Irmãos do Buriti, 2.029 (37,86%), 3.330 (62,14%); Anastácio, 7.024 (58,81%), 4.920 (41,19%).

Em Douradina, 1.876 (58,22%), 1.346 (41,78%); Nova Alvorada do Sul, 5.360 (56,63%), 4.105 (43,37%); Paranhos, 2.411 (46,80%), 2.741 (53,20%); Aral Moreira, 2.547 (53,34%), 2.228 (46,66%); Bodoquena, 2.332 (55,29%), 1.886 (44,71%); Miranda, 5.626 (44,15%), 7.117 (55,85%); Bonito, 7.096 (61,16%); 4.507 (38,84%); Alcinópolis, 1.194 (53%),1059 (47%); Costa Rica, 8.245 (63,64%), 4.710 (36,36%).

Já em Chapadão, 8.869 (75,25%), 2.917 (24,75%); Cassilândia, 7.125 (71,29%), 2.869 (28,71%); Aparecida do Taboado, 8.005 (70,07%), 3.420 (29,93%); Selvíria, 1.697 (44,09%), 2.152 (55,91%); Paraíso das Águas, 1.731 (75,33%); 567 (24,67%); Inocência, 2.467 (67,11%), 1.209 (32,89%); Brasilândia, 3.719 (65,25%), 1.981 (34,75%); Eldorado, 3.771 (67,33%), 1.830 (32,67%); Amambai, 9.916 (57,42%), 7.354 (42,58%).



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions