ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, SÁBADO  13    CAMPO GRANDE 16º

Política

Brasil confunde “Capitão Contar” com “Lula voltar” em discurso de Bolsonaro

Em evento em Campo Grande, Bolsonaro interrompeu discurso para “dar bronca” em alguém da plateia

Por Anahi Zurutuza | 30/06/2022 18:48

Depois que o presidente Jair Bolsonaro (PL) foi interrompido durante evento na manhã desta quinta-feira (30), em Campo Grande (MS), jornais de alcance nacional se confundiram sobre o motivo da irritação do chefe da nação. Os sites Metrópoles, Brasil 247, O Antagonista, Revista Fórum e Istoé compartilharam vídeos com o trecho do discurso em que Bolsonaro “dá bronca” em alguém da plateia.

Para o Metrópoles, por exemplo, logo depois que o presidente diz: “O que falta para nós sermos felizes...”, um homem grita: “Lula voltar”. O Campo Grande News assistiu aos vídeos diversas vezes e conseguiu identificar que a pessoa, na verdade, grita: “Capitão Contar!”.

Bolsonaro continua: “Esse não ouviu o que eu acabei de falar aqui no início... quando os bons se dividem, os maus vencem”, e o público vai ao delírio: “Mito, mito, mito”.

Ainda de acordo com a impressão do Metrópoles, que legendou o vídeo (veja acima a edição feita pelo portal), em outro momento, a mesma pessoa na plateia grita: “Lula presidente!”. Em seguida, por uma terceira vez, Bolsonaro é interrompido, se irrita de uma vez por todas e ironiza: “Se quiser discursar, vem pra cá... ou se candidata, vá buscar o voto, para você ver como não é fácil. Espere 28 anos como deputado federal e se candidate à Presidência da República”.

O Twitter foi à loucura. A suposta presença de um apoiador do principal rival de Bolsonaro, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), infiltrado no evento desta manhã, gerou muitos comentários. “A difícil vida fora do cercadinho”, comentou um usuário da rede social. Há quem tente corrigir a informação também.

Nas outras duas interrupções ao discurso do presidente, fica mais difícil identificar o que ele diz, mas numa delas é possível ouvir a palavra “governador”.

Contexto - O que os jornais de fora não tem é conhecimento sobre a conjuntura política em Mato Grosso do Sul. O capitão do Exército e deputado estadual, Renan Contar, é pré-candidato ao Governo do Estado pelo PRTB. Dentre outros, está na disputa pelo mesmo cargo, o ex-secretário estadual de Infraestrutura, Eduardo Riedel (PSDB), que dividiu o bolsonarismo aqui no Estado. Uma ala quer o presidente com o sucessor do tucano Reinaldo Azambuja, enquanto os apoiadores de Contar, brigam para que o pré-candidato à reeleição presidencial angarie votos para o deputado estadual, que se elegeu na “onda Bolsonaro” em 2018.

Nesta manhã, Bolsonaro veio a Campo Grande para a entrega das chaves de apartamentos no Residencial Jardim Canguru, construído em bairro de mesmo nome com recursos do programa federal “Casa Verde e Amarela”. O presidente apareceu bastante ao lado de Riedel, embora não tenha declarado apoio ao pré-candidato e Contar também estivesse no Aeroporto Internacional para receber o presidente e depois, organizado motociata com a participação de Bolsonaro.

Nos siga no Google Notícias