A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 16 de Agosto de 2017

20/12/2016 12:31

Câmara discutirá reajuste e salário do prefeito pode chegar a R$ 25 mil

Marquinhos Trad pediu para os vereadores reverem a margem de aumento

Mayara Bueno e Richelieu de Carlo
Presidente da Câmara, vereador João Rocha (PSDB). (Foto: Richelieu de Carlo)Presidente da Câmara, vereador João Rocha (PSDB). (Foto: Richelieu de Carlo)

A Câmara Municipal convocou uma sessão extraordinária na quarta-feira (20) para analisar o reajuste no salário do prefeito de Campo Grande, que hoje é de R$ 20.412,42. Segundo o presidente da casa de leis, vereador João Rocha (PSDB), a sessão foi marcada a pedido do prefeito eleito, Marquinhos Trad (PSD), que teria solicitado para os vereadores reverem a margem de seu próprio aumento.

Em 2014, o Legislativo Municipal aprovou o acréscimo nos próprios salários e do chefe do Executivo Municipal, que passa a valer a partir de janeiro de 2017. Com o aumento, a remuneração do prefeito poderá chegar a R$ 25,7 mil, índice que representa 75% do teto dos salários dos deputados estaduais.

“Foi feita uma solicitação do prefeito eleito para que a Câmara analise a margem de aumento do chefe do Executivo Municipal”, disse, sem dar detalhes se o pedido foi para baixar o reajuste de 26%.

A sessão também será para discutir, segundo Rocha, o aumento do pagamento mensal dos parlamentares municipais, que, conforme a lei aprovada há dois anos, chega a quase R$ 19 mil dos atuais R$ 15 mil. Também sem afirmar se a Câmara vai diminuir o reajuste, Rocha afirmou que a intenção é “mexer”.

Hoje, o presidente explicou que, se o reajuste for mantido em R$ 19 mil, não haverá votação para ratificar o aumento. Só será votado em plenário, por meio de projeto de lei, se o índice diminuir ou se os parlamentares mantiverem a remuneração como está.

 




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions