A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 17 de Agosto de 2017

03/07/2015 08:26

Câmara realiza audiência para debater fechamento do hospital pediátrico

Antonio Marques
Câmara Municipal realizará audiência pública na próxima quarta-feira para debater o fechamento do Centro Municipal Pediátrico (Foto: Marcos Ermínio)Câmara Municipal realizará audiência pública na próxima quarta-feira para debater o fechamento do Centro Municipal Pediátrico (Foto: Marcos Ermínio)

Diante da possibilidade de fechamento do CEMPE (Centro Municipal Pediátrico) a pedido do Conselho Municipal de Saúde, os vereadores vão realizar na próxima quarta-feira, 8, às 15 horas, audiência pública para debater o assunto. Instalado em 2014 pelo prefeito Gilmar Olarte (PP), recentemente foi batizado de PAI (Pronto Atendimento Integrado), por oferecer atendimento obstétrico e pequenas cirurgias.

De acordo com um relatório do Conselho Municipal de Saúde, o local apresenta diversas irregularidades para o pleno funcionamento, dentre eles a falta do alvará de funcionamento da Vigilância Sanitária e do Corpo de Bombeiros. Diante disso, o Conselho teria reprovado o projeto da Prefeitura para o funcionamento do hospital no local. E sem essa aprovação, o Executivo Municipal não pode investir dinheiro do Ministério da Saúde.

Também, de acordo com relatório do Conselho, há uma restrição feita por arquitetos da Sesau (Secretaria Municipal de Saúde), que avaliaram o prédio e concluíram não ser possível fazer as obras de adaptação necessárias para o atendimento do público devido à limitações do imóvel.

A estrutura atual dificulta, inclusive o acesso de ambulâncias no local, além de não apresentar vias de escape de emergência, apontou o documento do Conselho Municipal de Saúde.

Durante a semana, o vereador Chiquinho Teles (PSD) ocupou a Tribuna para solicitar o apoio dos colegas para evitar o fechamento do local, considerando que o espaço, com suas limitações, atende plenamente o objetivo, por estar na região central da cidade. “Foram atendidos 36 mil crianças em 5 meses. Fechar o hospital não é a saída para melhorar a saúde na Capital”, declarou o vereador.

A audiência foi convocada pela Comissão Permanente de Saúde, composta pelo vereadores Paulo Siufi (presidente), Dr. Loester (vice), Alex do PT, Luiza Ribeiro e José Chadid e vai ocorrer no Plenário Edroim Reverdito, na sede da Casa de Leis, localizada na Avenida Ricardo Brandão, n° 1.600, bairro Jatiúka Park.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions