A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

08/07/2014 16:43

Candidatos ao governo de MS irão “alinhar” imagem aos presidenciáveis

Leonardo Rocha
Nelsinho já ressaltou que vai enfatizar parceria com Eduardo Campos, durante campanha (Foto: Marcos Ermínio)Nelsinho já ressaltou que vai enfatizar parceria com Eduardo Campos, durante campanha (Foto: Marcos Ermínio)
Coordenação de Delcídio destaca alinhamento de sua campanha com a presidente Dilma (Foto: Marcos Ermínio)Coordenação de Delcídio destaca alinhamento de sua campanha com a presidente Dilma (Foto: Marcos Ermínio)

Os candidatos a governo de Mato Grosso do Sul irão alinhar suas imagens e propostas aos candidatos que irão apoiar na corrida presidencial. Além de citá-los durante a campanha e programa de TV, eles vão defender as propostas e trabalhos dos candidatos. Esta estratégia já ficou evidente durante as convenções partidárias.

De acordo com a coordenação do senador Delcídio do Amaral (PT), nos programas e eventos sempre irá acontecer a vinculação com a candidatura da presidente Dilma Rousseff (PT), além da defesa do seu atual governo e ainda relembrar as conquistas da gestão do ex-presidente Lula.

“Vamos ressaltar o salto econômico que tivemos nestes 12 anos com o PT, tanto com Lula como com a Dilma (Rousseff), que criaram um novo desenvolvimento para o país, com transformação social, este certamente será um tópico de nossa campanha”, afirmou Marcus Garcia.

Delcídio pretende divulgar as estratégias de campanha, assim como “slogan” e definição de metas na próxima quinta-feira (10). “Estamos fechando os últimos detalhes para fazer esta divulgação”, completou Garcia.

O ex-prefeito Nelsinho Trad (PMDB) também já ressaltou que durante sua campanha, irá enfatizar a parceria e apoio ao candidato a presidente, Eduardo Campos (PSB), que ele considera um dos mais preparados e competentes para assumir a presidência do país.

Nelsinho inclusive ponderou que o PMDB de Mato Grosso do Sul está unido, no apoio a Eduardo Campos, tanto que na convenção da legenda, 99% confirmaram serem favoráveis a este junção.

O deputado federal Reinaldo Azambuja (PSDB) também irá veicular sua imagem ao presidenciável, o senador Aécio Neves, para que a bandeira de “mudança” e renovação na administração pública seja enfatizada.

Durante o anúncio oficial da candidatura de Azambuja, na convenção do PSDB, os discursos dos aliados e do candidato sempre citaram o nome de Aécio, assim como uma nova forma de administrar o país e o Estado.

Propostas – O candidato a vice do PSTU, Suel Ferranti, ressaltou que a campanha do professor Monge (PSTU) vai citar os mesmos temas que o candidato a presidência, Zé Maria (PSTU), com a defesa dos trabalhadores, fortalecendo as lutas sociais, em um projeto socialista. “Nossa campanha tem o mesmo padrão da nacional, as propostas e ideias são as mesmas, seguem um ideal”, ponderou ele.

No mesmo sentido, o candidato ao governo, Sidney Mello (PSOL), também irá enfatizar o nome da presidenciável, Luciana Genro (PSOL), já que a bandeira do partido na defesa do social, ouvindo a população sobre suas principais dificuldades, será a base e estrutura do grupo. “Iremos seguir o que o partido acredita, temos a mesma direção tanto no âmbito nacional, como no estadual”, apontou Lucien Rezende (PSOL), candidato a vice.

Já a coordenação de campanha do candidato Evander Vendarmini (PP), destacou que tanto a estratégia de campanha, como as prioridades para o contato com os eleitores, ainda está em fase de construção e elaboração, sendo divulgado em breve. O PP à nível nacional confirmou o apoio a presidente Dilma Rousseff (PT), mas no Estado preferiu ter “candidatura própria”.

Com bandeira de mudança e renovação, Azambuja vai defender bandeira de Aécio Neves (Foto: Marcos Ermínio)Com bandeira de mudança e renovação, Azambuja vai defender bandeira de Aécio Neves (Foto: Marcos Ermínio)
Professor Monge terá propostas e estratégias iguais ao candidato a presidente do PSTU (Foto: Divulgação)Professor Monge terá propostas e estratégias iguais ao candidato a presidente do PSTU (Foto: Divulgação)
Reforma da Previdência deve ser votada na semana que vem, diz Meirelles
A reforma da Previdência deve ser votada na semana que vem, de acordo com o ministro da Fazenda Henrique Meirelles. A declaração foi dada na noite de...
Quanto mais reforma demorar, mais dura será correção, diz ministro
Caso o governo não consiga aprovar a reforma da Previdência ainda este ano, conseguirá em 2018, disse hoje (11) o ministro do Planejamento, Dyogo Oli...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions