A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

30/09/2009 15:09

Cartório revê quociente e define bancadas em Dourados

Redação

O cartório eleitoral de Dourados já refez as contas das eleições do ano passado e definiu o número de vereadores que cada coligação passa a ter após a promulgação da emenda constitucional que aumentou de 12 para 21 o número de cadeiras na Câmara Municipal.

Com a ampliação do número de vagas, o quociente eleitoral caiu de 8.000 votos para 5.155. Quociente eleitoral é a quantidade de votos que cada coligação precisa para ter direito a uma vaga na Câmara.

Levando em conta a nova emenda constitucional, a coligação PDT/PRP/PR, que recebeu 22.961 votos, passa de três para cinco vereadores. A coligação PMDB/PMN/PSC passa de uma para duas vagas. PP/PRTB/PTdoB/PV/DEM ganha mais um vereador e passa a ter cinco.

A coligação PRB/PSL passa de um para dois vereadores. PT/PSB, que elegeu dois vereadores, ganha mais duas vagas. A coligação PTC/PTB/PSDB/PPS, que tem um vereador, passa a ter dois e a coligação PTN/PSDC passa a ter um vereador. Com a ampliação do número de vagas, apenas o PSOL, que disputou a eleição do ano passado sozinho, não atinge o quociente eleitoral. O partido recebeu 538 votos no pleito de 2008.

Aguardam a posse em Dourados os suplentes José Silvestre (PT), Elias Ishy de Matos (PT), Valter Hora (PPS), Juarez Amigo do Esporte (PRB), Idenor Machado (DEM), Cemar Arnal (PDT), Laudir Munaretto (PDMB) e Geraldo Salles (PSDC). O suplente Edvaldo Moreira (PDT) ocupa atualmente a vaga do vereador licenciado Cláudio Marcelo Hall (PR). Em caso de posse, o ex-vice-prefeito Albino Mendes (PR), terceiro suplente da coligação, assume a vaga temporariamente.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions