A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

13/03/2014 10:21

Cassação de mandato deixa Alcides Bernal inelegível por dez anos

Aline dos Santos
Bernal foi cassado em sessão de dez horas na Câmara Municipal. (Foto: Marcelo Victor)Bernal foi cassado em sessão de dez horas na Câmara Municipal. (Foto: Marcelo Victor)

Prefeito cassado de Campo Grande, Alcides Bernal (PP) deve ficar inelegível pelos próximos dez anos. De acordo com o advogado André Borges, a Lei da Ficha Limpa estabelece que o político que perde o mandato fica inelegível pelo período restante para o fim do mandato e pelos oito anos subsequentes. Empossado em 2013, o mandato de Bernal terminaria em 2016.

O advogado lembra que a cassação é a sanção máxima que um prefeito pode sofrer. Em sessão, que durou dez horas, das 14h de ontem à meia-noite, os vereadores votaram pela perda de mandato. O placar foi de 23 a 6.

Hoje, após duas horas de tentativas da Câmara Municipal, a Prefeitura publicou edição extra do Diogrande (Diário Oficial de Campo Grande) com o decreto 1.759, que determina a perda de mandato. O documento é assinado pelo presidente da Casa de Leis, vereador Mário César (PMDB).

Tornada oficial a cassação, o vice Gilmar Olarte (PP) tomou posse como prefeito de Campo Grande. Pós-graduado pela Uniderp em Gestão Pública, Olarte é um dos fundadores da Igreja Assembleia de Deus Nova Aliança.

Em 2007, assumiu a vaga de vereador na Câmara Municipal. Ele era suplente de Rinaldo Modesto (PSDB), atual deputado estadual. Também foi candidato ao Poder Legislativo em 2004, quando obteve 2.645 votos, e em 2008, quando conquistou, novamente, a suplência.

O caminho para a Prefeitura de Campo Grande começou a ser traçado no segundo semestre de 2012, quando se tornou vice na chapa liderada pelo então candidato a prefeito Alcides Bernal. Com a vitória nas urnas, o prefeito eleito se afastou e isolou o vice.



Natalicio, quando você votou no Bernal, também votou no vice.
 
Ronaldo Castor em 13/03/2014 11:28:48
Poderia ser banido da politica.
 
Jorge Augusto Corrêa Acosta em 13/03/2014 11:21:18
Infelizmente a cidade de Campo Grande vai ser comandada por pessoas que não queremos, uma minoria decidiu o que fazer, justiça eleitoral ouça a vontade da população abra uma nova votação para verificar a vontade da população de Campo Grande!!!!!!
 
natalicio azevedo em 13/03/2014 10:34:54
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions