ACOMPANHE-NOS    
SETEMBRO, QUARTA  22    CAMPO GRANDE 34º

Política

Chaves diz que assessora foi “infeliz” e irá sofrer sanções administrativas

Por Leonardo Rocha e Kleber Clajus | 19/12/2013 10:42
Secretário diz que assessora foi infeliz em declarações, mas já se retratou (Foto: Arquivo)
Secretário diz que assessora foi infeliz em declarações, mas já se retratou (Foto: Arquivo)

O secretário municipal de Governo, Pedro Chaves, afirmou, antes de começar a reunião com os vereadores, que a assessora Márcia Scherer foi “infeliz” em suas mensagens na internet e sofrerá sanções administrativas. No entanto, por ter reconhecido o erro não será demitida.

“Ela foi infeliz ao não citar a fonte da matéria, mas também teve postura e veio até a Câmara se retratar, mesmo assim os vereadores resolveram me convocar”, ressaltou ele.

Chaves ponderou que é preciso se criar um “clima pacífico” entre executivo e legislativo. Ele espera que novos incidentes não voltem a acontecer.

“O facebook é muito importante, pois aproxima o gestor da população, mas é preciso ter cuidado, mas existem momentos que poderiam eliminar esta ferramenta”, ironizou ele.

Caso – A assessora do prefeito Alcides Bernal (PP), Márcia Scherer, postou a seguinte frase na última terça-feira (17) em sua página na internet.

“Falaram: ou você dá o dinheiro, ou você não vai governar. Nós vamos bagunçar seu orçamento e vamos tentar te afastar de todas as formas”, diz o prefeito. “Eu resolvi não dar. Eu prefiro ser cassado do que implementar a corrupção que era antes aqui, e que acontece no Brasil todo”.

Os vereadores ficaram indignados e resolveram pedir explicação a ela, que foi ontem a Casa de Leis e se retratou dizendo que tudo não passou de um mal entendido, pois não se referiu a Campo Grande e sim a uma reportagem da revista Carta Capital.

Mesmo com esta explicação, os parlamentares resolveram convocar o secretário de Governo, Pedro Chaves, para discutir a relação entre os poderes.

Além da polêmica com a assessora, eles vão tratar de suplementação, articulação política e Comissão Processante.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário