A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

11/09/2013 08:05

Com 16 assinaturas, CPI da Homex é instalada na Câmara Municipal

Jéssica Benitez

Pouco mais de 10 dias depois de ir para procuradoria jurídica da Câmara Municipal, o pedido de instalação de uma CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) para apurar irregularidades cometidas pela construtora mexicana Homex foi aprovado pela Casa de Leis. Agora, nas próximas 48 horas, o corpo da comissão deve ser definido.

O pedido foi protocolado com assinaturas de 16 parlamentares, sendo que o vereador Carlos Borges, o Carlão (PSB) foi o que mais se engajou para a instalação da CPI. A ideia de formar a comissão surgiu no início do mês passado quando o abandono da construtora às obras veio à tona.

Na época a CPI foi adiada porque a Caixa Econômica Federal se comprometeu em concluir o trabalho iniciado pela Homex. Os vereadores, porém, decidiram juntar elementos para evitar a saída da empresa mexicana da Capital antes de resolver todas as pendências, principalmente no que diz respeito à construção do condomínio na região do bairro Paulo Coelho Machado.

Ao todo serão cinco vereadores, um presidente, um relator e três integrantes. Assim como as outras CPIs, esta terá 90 dias para concluir o relatório final, podendo prorrogar o prazo por mais 90 dias. Os parlamentares poderão convocar sessão de depoimentos para colher mais informações sobre o caso.

Caso - A Homex ficou responsável por construir o conjunto residencial na Capital. Para se instalar em Campo Grande a construtora teria que entregar havia se comprometido em entregar escola e praça para atender as 3 mil famílias que se mudariam para a região da construção. No entanto, a empresa, sequer, conseguiu metade das casas e deixou de cumprir diversos acordos firmados com a Caixa Econômica Federal.

Com o fato de a construtora não ter honrado acordo firmado em maio deste ano, que apontava novas datas e prazos para a conclusão do residencial, a Caixa financeira acionou o seguro da construção para concluir as obras de 270 casas vendidas por meio do programa Minha Casa Minha Vida, do Governo Federal.

Trabalho – Atualmente duas CPIs correm na Câmara Municipal, ambas na reta final dos trabalhos. A primeira foi instalada em maio para apurar desvio de dinheiro público e irregularidades no tratamento oncológico da rede pública de saúde em Campo Grande. A segunda investiga possível falta de pagamento por parte da Prefeitura da Capital às empresas prestadoras de serviço.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions