A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 22 de Agosto de 2017

13/08/2016 16:34

Com bens de R$ 610 mil, Athayde é candidato a prefeito ‘mais rico’

Ex-secretário tem patrimônio maior que o de Adalton Garcia e Rose; seis concorrentes à vaga registraram suas candidaturas

Anahi Zurutuza
Athayde declarou ser dono de duas casas e ter um carro (Foto: Alcides Neto)Athayde declarou ser dono de duas casas e ter um carro (Foto: Alcides Neto)

Dentre os seis candidatos a prefeito que já registraram a entrada na disputa, Atahyde Nery, do PPS (Partido Popular Socialista), é o que tem o maior patrimônio. À Justiça Eleitoral, ele declarou ser dono de duas casas – avaliadas em R$ 300 mil e R$ 250 mil, e localizadas no bairro Cidade Jardim, no leste de Campo Grande –, além de um VW Tiguan, carro que custa R$ 60 mil.

Os dados foram disponibilizados pelo DivulgaCand, sistema que reúne informações sobre as eleições 2016.

Atahyde registrou a candidatura na sexta-feira (12). Ele é advogado, presidente estadual e membro titular do diretório nacional do PPS, já esteve à frente da Fundac (Fundação de Cultura de Campo Grande), do Conselho Municipal de Cultura de Campo Grande e é ex- secretário de Estado de Cultura, Turismo, Empreendedorismo e Inovação.

Athayde foi também vereador por quatro mandatos na Capital e presidente da Federasul (Federação dos Servidores Públicos de Mato Grosso do Sul).

Adalton Garcia é o candidato do PRTB (Foto: Facebook/Reprodução)Adalton Garcia é o candidato do PRTB (Foto: Facebook/Reprodução)
Rose registrou candidatura na quarta-feira (10) (Foto: Alcides Neto)Rose registrou candidatura na quarta-feira (10) (Foto: Alcides Neto)

Segundo lugar – Adalton Garcia, do PRTB (Partido Renovador Trabalhista Brasileiro), declarou ser dono de bens que somam R$ 422.160,00. Ele tem um apartamento em Joinville, interior de Santa Catarina, no valor de R$ 260 mil e uma casa avaliada em R$ 160 mil, além de R$ 2 mil numa conta bancária.

Nascido em Três Lagoas, o candidato de 48 anos é empresário, conforme registrou na Justiça Eleitoral.

Terceira posição – A concorrente com o terceiro maior patrimônio é Rose Modesto, do PSDB (Partido da Social Democracia Brasileira). Ela declarou R$ 413.041,60 em bens. A vice-governadora tem um apartamento de R$ 173.726,49 localizado em um condomínio no Carandá Bosque e dois automóveis – um Kia Soul 2011 avaliado em R$ 44 mil e um Hyundai IX 2014 de R$ 98 mil. Em dinheiro, ela informou ter R$ 32.601, além de R$ 64.713,11 em aplicações financeiras.

Em comparação com os dados de 2014, quando foi eleita junto com Reinaldo Azambuja (PSDB), o patrimônio dela quase triplicou.

Na disputa anterior, ela apresentou total de R$ 139.356,74, sendo R$ 36.356,74 em aplicações bancárias, um veículo de R$ 43 mil e um apartamento de R$ 60 mil.

Suél Ferranti tem R$ 151 mil em bens (Foto: Alcides Neto)Suél Ferranti tem R$ 151 mil em bens (Foto: Alcides Neto)
Rosana foi à Justiça Eleitoral nesta sexta-feira (Foto: Alcides Neto)Rosana foi à Justiça Eleitoral nesta sexta-feira (Foto: Alcides Neto)
Pedrossian Filho disputará cargo pelo PMB (Foto: Leonardo Rocha)Pedrossian Filho disputará cargo pelo PMB (Foto: Leonardo Rocha)

Outros concorrentes– Também já registraram as candidaturas Pedro Pedrossian Filho, do PMB (Partido da Mulher Brasileira), Rosana Santos de Oliveira, do Psol (Partido Socialismo e Liberdade) e Suél Ferranti da Silva, do PSTU (Partido Socialista dos Trabalhadores Unificado).

Candidato pela quarta vez à vaga no Executivo municipal, Suél declarou ter R$ 151.724,60 em bens. O patrimônio do funcionário público não sofreu muita alteração desde 2014, quando tentou se eleger governador e afirmou ter R$ 111.926,68. O único acréscimo foi um carro modelo Siena, ano 2012, avaliado em R$ 24 mil.

Suél continua com o Corcel 1985 avaliado em R$ 3,5 mil; um Uno Fire 2004 no valor de R$ 26.106 e uma bicicleta Caloi Sprint de 1979 avaliada em R$ 100.

Rosana registrou como patrimônio apenas um terreno no valor de R$ 46 mil e Pedrossian Filho ainda não listou os bens.

Candidaturas - Campo Grande terá 15 candidatos a prefeito. Pelo menos é o que decidiram os partidos durante as convenções. O número de concorrentes é quase o dobro das eleições de 2012. Comparado há 20 anos, o total triplicou.

Os partidos e coligações têm até as 19h de segunda-feira (15) para registrarem candidatos a prefeito, vice-prefeito e vereador junto ao cartório eleitoral. Até lá, dados podem ser atualizados.

De acordo com a Lei nº 9.504/1997, o pedido deve ser gerado obrigatoriamente em meio digital e impresso pelo CANDex (Sistema de Candidaturas Módulo Externo), disponível nos sites dos Tribunais Regionais Eleitorais.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions