A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

15/03/2016 12:45

Com delação homologada pelo STF, Delcídio pede desfiliação do PT

Mayara Bueno
Delcídio do Amaral (PT-MS). (Foto: Agência Senado )Delcídio do Amaral (PT-MS). (Foto: Agência Senado )

Depois da homologação de sua delação premiada, pelo STF (Supremo Tribunal Federal), o senador Delcídio do Amaral (PT-MS) entregou uma carta ao PT pedindo a desfiliação do partido, nesta terça-feira (15). A confirmação é da assessoria de comunicação do parlamentar. 

Enderaçado ao presidente da legenda, em Mato Grosso do Sul, Antonio Carlos Biffi, Delcídio informa que se desfiliará do Partido dos Trabalhadores. Ele permaneceu na legenda por 15 anos.

A desfiliação acontece depois da notícia sobre a homologação da delação, que passa agora a ter valor jurídico. O conteúdo, divulgado há duas semanas, implica a presidente Dilma Rousseff e o ex-presidente Lula nas tentativas de atrapalhar as investigações da Lava Jato.

Hoje também foram divulgadas informações de que o governo, por meio do ministro da Educação, Aloisio Mercadante, tentou comprar o silêncio de Delcídio, para que ele não aceitasse o acordo de colaboração premiada. O presidente regional do partido foi procurado, mas o telefone estava ocupado. 

Confira a íntegra da nota: 

Ao senhor Antonio Carlos Biffi

Presidente do Diretório Regional do Partido dos Trabalhadores do Mato Grosso do Sul

Sirvo-me do presente para informar minha decisão de desfiliação do Partido dos Trabalhadores.
Desde já agradeço as providências necessárias.

Atenciosamente,

Delcídio do Amaral Gomez.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions