ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
JUNHO, DOMINGO  23    CAMPO GRANDE 24º

Política

Com novo partido quase nas mãos de Delcidio, Lídio deixa o Patriotas

A legenda se fundiu ao PTB para criação do PRD; Delcídio é cotado para comandar

Por Maristela Brunetto e Jackeline Oliveira | 12/12/2023 10:36
Lidio Lopes informou hoje que na sexta-feira comunicou à Justiça Eleitoral o desligamento do Patriotas (Foto: Jackeline Oliveira)
Lidio Lopes informou hoje que na sexta-feira comunicou à Justiça Eleitoral o desligamento do Patriotas (Foto: Jackeline Oliveira)

O deputado estadual Lídio Lopes revelou hoje cedo, durante a sessão da Assembleia Legislativa, que na sexta-feira informou à Justiça Eleitoral seu desligamento do Patriotas. Sem representantes na Câmara Federal, o partido foi atingido pela cláusula de barreiras e se fundiu ao PTB, que também teve baixo desempenho nas últimas eleições, resultando na criação do PRD (Partido Renovação Democrática).

O parlamentar já sinalizava para a possibilidade diante da incerteza de que poderia ser a liderança do novo partido. Há indicativos de que a legenda será comandada no Estado pelo ex-senador Delcídio do Amaral. Hoje, Lopes confirmou que não quis correr risco de esperar as definições e, depois, ser obrigado a esperar por uma janela para troca de partidos, que só abrirá em 2026.

Mas ele só ficará sem partido se quiser. Lopes informou que já houve sondagens. “Tenho convite de partidos”, admitiu. A mudança do deputado implica outras trocas. Vereadores ligados a Lopes também devem deixar o Patriotas.

Em Campo Grande, a sigla tem os vereadores Eduardo Miranda e Sandro Benites. Miranda já sinalizou que deve acompanhar Lopes. Benites está licenciado do mandato para comandar a Secretaria Municipal de Saúde.

Já o PTB tem como vereador Willian Maksoud, que ainda não sinalizou se pretende deixar o partido que surge com a fusão. Os vereadores terão janela própria, em março do ano que vem, ano em ocorrem eleições municipais.

Lopes disse que a indefinição sobre os comandos regionais foi um fator que pesou para se desfiliar logo. “Acho que o partido demorou muito pra fazer a fusão e ainda demora muito pra essa decisão. E aí você fala com o presidente, não definiu qual estado vai ser PTB, qual estado vai ser qual, estamos discutindo isso, eu não quero correr o risco disso.”

Nos siga no Google Notícias