A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

23/10/2013 12:53

Com saída do PT, Bernal pode ficar com um aliado na Câmara

Luciana Brazil e Kleber Clajus

Se o PT deixar a base aliada do prefeito Alcides Bernal (PP), na Câmara dos Vereadores, o chefe do Executivo passaria a ter apenas um voto favorável dentro da Casa de Leis, segundo o vereador Chiquinho Telles (PSD).

“Caso o PT saia da base, ele (Bernal) ficaria com apenas um voto, que é o do Cazuza. Se permanecer a lambança e se o PT recuar, o vice-prefeito Gilmar Olarte pode preparar o terno”, disse na manhã de hoje (23) durante sessão comunitária na Chácara das Mansões.

Segundo o vereador, mesmo que o prefeito prometa colocar em prática alguma das recomendações feitas pelo PT, ainda assim não irá cumprir. “Se não cumpriu até agora, não vai cumprir depois”.

O vereador Carlão (PSB), de forma mais positiva, acredita que se houver rompimento na coalizão, os vereadores Luiza Ribeiro (PPS) e Gilmar da Cruz (PRB) continuaram engrossando a base do prefeito.

“Continuo independente. É bom o prefeito correr atrás e resolver logo essa situação. Ele tem até amanhã para definir se quer governabilidade ou briga. Não pode perder o que tem, mas aglutinar novos apoios. O tempo é curto e salvar o governo é difícil”, disparou Carlão.

O PT deve definir entre hoje (23) e amanhã se deixa a base do prefeito Bernal na Casa de Leis. A legenda enviou ao Executivo uma carta com recomendações que devem ser acatadas pelo prefeito.

Conforme o vereador Alex, a carta se trata de uma orientação partidária, diante da falta de atitude do prefeito frente à crise que vive a administração atual.

Se Bernal não acatar, e assim for rompida a coalizão entre os partidos, os rumos da administração de Bernal sofrerão mudanças.

Neste contexto, os vereadores integrantes da base do prefeito aguardam a decisão do PT se continua ou não apoiando o prefeito.

Entre os parlamentares da base aliada – Marcos Alex (PT), Ayrton Araújo (PT), Cazuza (PP), Luiza Ribeiro (PPS), Gilmar da Cruz (PRB) e os independentes Rose Modesto e João Rocha do PSDB e Carlão do PSB – Luiza acredita que o PT consiga convencer o prefeito a fazer as alterações já propostas.

“O Bernal precisa trabalhar para ter estabilidade política, estabelecer contato com o PDT, com o PSDB, PSB, tudo em torno de uma estabilidade”. Para a vereadora, sem essa estabilidade “a cidade já perdeu muito”.

Ayrton Araújo (PT) lembra que os vereadores estão aguardando um posicionamento do partido, mas ressalta que “o prefeito é de todo mundo, não só dos 270 mil votos”. Araújo disse ainda que “se continuar dessa forma, politicamente o prefeito pode ser cassado”.

Chiquinho ressaltou também que espera transparência do PT. “Sempre esperei esse PT da transparência, do Delcídio, do Zeca. Jamais eles iriam concordar com o que está aí”, finaliza.



Se ele(bernal) aceitar as condições do PT é melhor pedir afastamento, pois quem irá governar será o PT e isso é pior do que a condição atual...#bernaldeixaolartestrabalhar.
 
aureliano sousa em 24/10/2013 11:05:41
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions