A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 17 de Agosto de 2017

13/07/2017 16:54

Com votos de Marun e Elizeu, CCJ rejeita denúncia contra Michel Temer

Lucas Junot
Carlos Marun fez a defesa do presidente durante a orientação aos líderes partidários (Foto: Reprodução)Carlos Marun fez a defesa do presidente durante a orientação aos líderes partidários (Foto: Reprodução)

Parlamentares que integram a CCJ (Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania), na Câmara dos Deputados, rejeitaram, nesta quinta-feira (13), por 40 votos a 25 o relatório que sugeriu o deferimento do pedido da PGR (Procuradoria Geral da República) para que o STF (Supremo Tribunal Federal) investigasse o presidente Michel Temer (PMDB) pelo crime de corrupção passiva. Entre os votos pró-Temer, os sul-mato-grossenses Carlos Marun (PMDB) e Elizeu Dionízio (PSDB), protagonizaram a defesa do presidente.

A sessão foi marcada por tumulto e bastante discussões entre os deputados. Quatro parlamentares se manifestaram para orientação dos líderes partidários, dois favoráveis à aceitação da denúncia e dois contrários. Entre eles, o sul-mato-grossense Carlos Marun (PMDB), que protagonizou a defesa do presidente.

Rejeitado o parecer inicial, do relator Sérgio Zveiter (PMDB-RJ), o regimento do parlamento manda que um novo relator profira o parecer vencedor. Paulo Abi-Ackel (PSDB-MG) foi designado para a tarefa.

Encerrada essa etapa na CCJ, o parecer aprovado será publicado no Diário da Câmara e, só então, poderá ser analisado em plenário. Uma vez no plenário, a denúncia precisa ter o apoio de pelo menos 342 votos para ter prosseguimento na Justiça ou para ser interrompida.

Ainda durante a fase de debates, deputados da oposição já esperavam a derrota e lamentaram o que consideram como “resultado artificial”, em referência às trocas de membros da CCJ que foram feitas pela base governista. Desde que a semana em que a denúncia chegou à Câmara, 25 dos 66 integrantes da comissão foram substituídos.

Os deputados federais de Mato Grosso do Sul Carlos Marun (PMDB) e Elizeu Dionízio (PSDB), que integram a comissão, não foram encontrados para comentar o resultado.

Ainda tem o que entregar sobre Michel Temer em delação, diz Funaro
O corretor de valores Lúcio Bolonha Funaro, preso na Papuda, em Brasília, disse nesta quarta (16) que "ainda tem" o que entregar sobre o presidente M...
Sem consenso, Câmara adia votação da reforma política
Sem consenso e diante de muita polêmica, o plenário da Câmara dos Deputados adiou na noite desta quarta-feira (16) a votação do texto-base de parte d...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions