A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 20 de Agosto de 2017

30/04/2015 12:21

Comissão da Cesp deve se reunir com governador na semana que vem

Leonardo Rocha
Márcio Fernandes ressaltou que a participação de Reinaldo pode facilitar neste contato com a Cesp (Foto: Roberto Higa/ALMS)Márcio Fernandes ressaltou que a participação de Reinaldo pode facilitar neste contato com a Cesp (Foto: Roberto Higa/ALMS)
Amarildo Cruz, presidente da Comissão, afirmou que grupo vai seguir o cronograma para buscar acordo com a Cesp (Foto: Roberto Higa/ALMS)Amarildo Cruz, presidente da Comissão, afirmou que grupo vai seguir o cronograma para buscar acordo com a Cesp (Foto: Roberto Higa/ALMS)

A Comissão Especial que acompanha os processos contra a Cesp (Companhia Energética do Estado de São Paulo), que visa indenização por danos morais a diversos municípios do Estado, deve se reunir na semana que vem com o governador Reinaldo Azambuja (PSDB). Eles querem explicar o trabalho do grupo e ainda pedir que o tucano contribua no diálogo com a Companhia Paulista.

“Já nos reunimos com o MPE (Ministério Público Estadual) e agora vamos conversar com o governador, que deve ser na semana que vem, queremos seu apoio para buscarmos um acordo tanto com a Cesp, como com o Governo de São Paulo”, disse Márcio Fernandes, integrante da Comissão.

Fernandes ressaltou que pelo fato de Azambuja e o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), serem do mesmo partido, este diálogo pode ser mais fácil e produtivo. “Temos uma ótima expectativa para resolver esta situação, chegar a uma solução, queremos que os municípios recebam o que eles têm de direito”, disse ele.

O presidente da Comissão, o deputado Amarildo Cruz (PT), ressaltou que neste encontro com Azambuja, eles vão expor todo o cronograma e objetivo do grupo, assim como a intenção de convocar a direção da empresa (Cesp) para buscar um acordo em Mato Grosso do Sul. “A participação do governo estadual será importante neste processo”.

Após esta reunião com o governador Reinaldo Azambuja, ainda está prevista a realização de audiências com os prefeitos dos sete municípios prejudicados, entre eles Brasilândia, Três Lagoas, Bataguassu, Santa Rita do Pardo, Anaurilândia, Batayporã e Selvíria. Além de conversar com os advogados que entraram com as ações contra a Cesp, e por fim, encontro com o Governo Estadual de São Paulo e a direção da Companhia Paulista.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions