A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

11/03/2015 19:45

Deputados da costa leste de MS vão comandar Comissão da Cesp

Amarildo Cruz e Eduardo Rocha vão se reunir com os governos de MS e SP

Juliene Katayama
Amarildo acompanhou o início das negociações e agora vai presidir comissão da Cesp (Foto: Roberto Higa/ALMS)Amarildo acompanhou o início das negociações e agora vai presidir comissão da Cesp (Foto: Roberto Higa/ALMS)

Os deputados estaduais Amarildo Cruz (PT) e Eduardo Rocha (PMDB) serão o presidente e vice, respectivamente, da Comissão da Cesp (Companhia Energética de São Paulo) que vai acompanhar o acordo final da indenização aos municípios afetados pela usina hidrelétrica de Porto Primavera, em Rosana (SP).

Os dois brigaram pela presidência, mas o peemedebista abriu mão por entender que o petista acompanhou o processo inicial, em 2009, quando exerceu o primeiro mandato. Os dois parlamentares tem bases eleitorais na região afetada.

Segundo Amarildo, a última fase da negociação, a empresa fez uma contrapartida de R$ 300 milhões que foi rejeitada pelo governo do Estado que acredita que a indenização deve gerar em torno de R$ 500 milhões.

“A Justiça já bloqueou os bens da Cesp no valor de R$ 300 milhões”, pontuou o presidente. A divisão, conforme explicou o deputado, é 50% para os sete municípios afetados pela usina e 50% para o Estado. “Depois vamos brigar para o Estado aplicar a parte dele na região”, completou.

A expectativa é que o acordo seja fechado ainda neste ano. “No fim do ano passado o governo de São Paulo e o Judiciário preferiram adiar a negociação para 2015”, afirmou Amarildo. Com a comissão formada vai ser fechada a agenda. “Vamos nos reunir com o governo do Estado, depois com Ministério Público do Estado, a Cesp e o governo de São Paulo”, explicou Rocha.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions