A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

06/06/2016 08:46

Comissão no Senado espera votar calendário do impeachment nesta segunda

Senadora de MS propôs reduzir prazo para defesa e acusação

Mayara Bueno
Senadora Simone Tebet (PMDB-MS). Ela faz parte da Comissão de Impeachment. (Geraldo Magela/Agência Senado)Senadora Simone Tebet (PMDB-MS). Ela faz parte da Comissão de Impeachment. (Geraldo Magela/Agência Senado)

A Comissão Especial do Impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT) vota nesta segunda-feira (6) o cronograma de trabalho. Na prática, o passo a passo dos parlamentares até o julgamento final do afastamento. A reunião acontecerá às 15 horas de Mato Grosso do Sul.

Relator do colegiado, o senador Antonio Anastasia (PSDB-MG) havia apresentado a proposta de 15 dias para alegações finais de acusação e o mesmo para defesa. No entanto, a senadora Simone Tebet (PMDB-MS), membro da comissão, sugeriu reduzir os prazos para cinco dias. Agora, os parlamentares decidirão como será feito.

Se o período de defesa e acusação for reduzido, o julgamento final, previsto para o início de agosto, ficaria para meados de julho. As informações são da Agência Senado.

A proposta, apresentada na semana passada, pela senadora sul-matogrossense, gerou protesto dos parlamentares contrários ao impeachment, por isto, o cronograma ficou indefinido. Diante disso, o presidente da comissão, Raimundo Lira (PMDB-PB), decidiu levar a questão ao presidente do Supremo Tribunal Federal, Ricardo Lewandowski. O recurso ao ministro do STF sobre esse mesmo tema também foi pedido pelo senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP).

O ministro Ricardo Lewandowski, de acordo com a legislação, é o responsável pelo processo de impeachment de Dilma Rousseff e o STF atua como órgão recursal.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions