A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 26 de Abril de 2018

09/01/2012 14:07

Cooperativa de vans consegue liminar para atuar até abertura de licitação

Wendell Reis

Liminar atende apenas 20 dos 30 empresários do setor

Vinte empresários da Coopervans do Pantanal conseguiram uma liminar para atuarem até a abertura de uma licitação para escolha do responsável pela operação autônoma do transporte intermunicipal de passageiros em Mato Grosso do Sul. A liminar foi expedida pelo juiz da 5ª Vara da Fazenda Pública de Campo Grande, Fernando Paes de Campos, no dia 16 de dezembro.

O juiz concedeu a liminar depois que a cooperativa entrou com um mandado de segurança contra o ato do diretor-presidente da Agência Estadual de Regulação de Serviços Públicos de Mato Grosso do Sul, Roberto Hashioka, de não conceder mais autorização para os empresários com mais de cinco anos de contrato, baseado no decreto nº 9234/1998, que estabelece prazo máximo de cinco anos.

O juiz concedeu liminar até a organização das licitações “que precederão as outorgas definitivas das concessões dos serviços mencionados na impetração, sejam revalidadas as autorizações já concedidas aos cooperados”.

O presidente da Coopervans do Pantanal, Antônio Claudio Mendes, conta que os empresários ficaram aliviados com a decisão. “Pelo menos está todo mundo trabalhando agora e aguardando a decisão”. O Estado conta com duas cooperativas, com 30 empresários. Entretanto, a decisão só vale para os 20 proprietários de vans da Coopervans do Pantanal. Segundo Antônio Cláudio, 10 empresários estavam sem licença e em março outros cinco operadores teriam que parar as atividades.

No dia 20 de dezembro o governador André Puccinelli declarou que estava excluída a possibilidade de abrir uma licitação específica para resolver o problema com as vans. Desta forma, os proprietários de vans terão que assumir os novos itinerários, caso as empresas vencedoras da licitação não queiram atender determinado trajeto. Puccinelli explica que as empresas que venceram a atual licitação reclamaram que as vans não cumprem com todas as obrigações e assumem linhas que deveriam ser deles. Caso não vença a nova licitação, os donos de vans terão que atuar em atendimento complementar, como nos casos onde não é interessante para as empresas que vencerem a licitação.



espero que não pare com as vans, pq qdo eu preciso ir para casa da minha mãe que não mora aqui vou de van e ela qdo vem para ca tbem e mais comodo ela te pega em cas e te deixa la na casa não tem pinga pinga ou entra em todo buraco que tem beira rodovia espero Sr Hashioka que não tire as vans que fazem Campo Grande a Nova Andradina que continue os mesmos pois o serviço prestado por eles e nota 10
 
silvia mota em 10/01/2012 10:42:01
Vans terão que assumir itinerário que sobrou de quem venceu licitação
O governador André Puccinelli (PMDB) informou na manhã desta terça-feira (20) que está excluída a possibilidade de abrir uma licitação específica par...
Audiência discute regulamentação do transporte em vans
A regulamentação do transporte em vans será discutida em audiência pública na próxima segunda-feira. A reunião, na Assembleia Legislativa, vai começa...
Proprietários de vans querem garantir trabalho até abertura da nova licitação
O presidente da Coopervans do Pantanal, Antônio Cláudio Duarte, ocupou a tribuna da Assembleia Legislativa na manhã desta quarta-feira (23) para ped...
Proprietários de vans protestam contra extinção da atividade no Estado
Proprietários de vans da Coopervans do Pantanal compareceram a Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul nesta quinta-feira (3) para pedir apoio d...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions