A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

20/09/2013 17:26

CPI da Saúde da Câmara ainda vai ouvir Dobashi, Mazina e Mandetta

Zemil Rocha e Helton Verão
Hoje foi realizada a 13ª reunião da CPI para colheita de depoimentos (Foto: Cleber Gellio)Hoje foi realizada a 13ª reunião da CPI para colheita de depoimentos (Foto: Cleber Gellio)

O presidente da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Saúde, Flavio Cesar (PT do B), informou hoje que ainda haverá os depoimentos da ex-secretária estadual de Saúde Beatriz Dobashi, do ex-secretário municipal de Saúde Leandro Mazina e do deputado federal Luiz Henrique Mandetta, que também comandou a saúde municipal na gestão de Nelsinho Trad. A data ainda não foi marcada.

Indagado se convocará Betina Siufi, filha de Adalberto Siufi, o presidente da CPI informou que não pretende fazê-lo. “Não vai fazer mínima falta. E também nos comovemos muito com as palavras do pai dela. Sabemos que é grave o problema que ela está passando”, disse Flavio, referindo-se ao problema de saúde da ex-gestora do Hospital do Câncer.

Ao final da acareação de hoje da CPI da Saúde, que reuniu antigos e atuais gestores do Hospital do Câncer “Alfredo Abrão”, o vereador Flávio Cesar exibiu otimismo com os resultados do trabalho. “O cenário político a partir de agora terá antes e depois da CPI da Saúde”, afirmou ele.

A acareação de hoje foi a 13ª reunião com depoimentos da CPI da Saúde, que já ouviu até o momento o Conselho Municipal de Saúde, o Conselho Estadual de Saúde, o ex-diretor do Hospital Universitário, José Carlos Dorsa, a reitora da UFMS, Célia Maria Silva Correa Oliveira, o ex-diretor do HU, Dr. Gualberto Nogueira de Leles, a promotora Paula Volpe, o diretor do Hospital do Câncer, Carlos Coimbra, o Dr. Adalberto Siufi, pacientes que receberam tratamento oncológico em Campo Grande e os ex-presidentes do Conselho Curador, Blener Zan e Luiz Felipe Terrazas Mendes.

 



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions