ACOMPANHE-NOS    
DEZEMBRO, TERÇA  07    CAMPO GRANDE 31º

Política

Crise é resultado de vice querer cargo de prefeito, avalia Alcides Bernal

Por Kleber Clajus | 25/11/2013 12:44
Prefeito cobra abertura de comissão de ética para  definir se Olarte continua no PP (Foto: Cleber Gellio)
Prefeito cobra abertura de comissão de ética para definir se Olarte continua no PP (Foto: Cleber Gellio)

Para o prefeito de Campo Grande, Alcides Bernal (PP), a crise política que enfrenta é resultante de “articulação ilícita e antiética” da parte do vice-prefeito, Gilmar Olarte (PP), que tem a pretensão de tomar seu cargo. A declaração foi concedida durante a entrega de 84 novos ônibus do transporte coletivo.

“É que ele quer ser prefeito”, disse Bernal ao lembrar que Raimundo Nonato, que solicitou pedido de abertura da Comissão Processante na Câmara Municipal, foi flagrado em gravação entregando a participação de Olarte.

“O Raimundo Nonato em uma gravação disse que o resultado dessas situações todas decorrem de uma articulação ilícita e antiética da parte do vice com o ex-prefeito”, relatou o progressista ao apontar que o partido deve abrir comissão de ética para definir pela continuidade ou expulsão do vice-prefeito do partido.

Bernal é presidente do diretório estadual do PP e garantiu que a situação que vive na Capital já foi informada para a Executiva Nacional. Ele também ressaltou que o partido se reúne em janeiro para definir os rumos para 2014.

Processante - Sobre a Comissão Processante, o progressista disse que esta “só está cumprindo prazos para cassar o mandato do prefeito. É questão política”. Ele também disse confiar na Justiça para manter decisão que suspendeu os trabalhos novamente na sexta-feira (22).

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário