A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

14/04/2011 23:04

Delcídio defende redução de impostos sobre energia

Paulo Fernandes
Delcídio afirmou que os encargos “castigam o setor industrial” e inibem o desenvolvimento (Foto: divulgação)Delcídio afirmou que os encargos “castigam o setor industrial” e inibem o desenvolvimento (Foto: divulgação)

Palestrante do Encontro de Negócios entre Agentes do Mercado de Livre Contratação de Energia, em Brasília (DF), o senador Delcídio do Amaral (PT) defendeu a redução imediata de impostos que incidem sobre a tarifa de energia, como forma de reduzir o custo para o consumidor final e estimular as atividades produtivas.

“Do valor total cobrado na conta de luz, apenas 48% se referem ao custo da energia. O restante, ou seja, 52 %, são impostos federais e estaduais. Com certeza, a maioria dos brasileiros não sabe disso, que o valor dos tributos é maior do que o percentual cobrado pela geração, transmissão e distribuição de energia”, afirmou.

Delcídio é engenheiro eletricista e especialista do setor elétrico. Ele manifestou preocupação com os encargos que, segundo ele, “castigam o setor industrial” e inibem o desenvolvimento.

“Precisamos encontrar uma forma de informar a população o quanto ela paga de imposto, mostrando, inclusive, o que se paga na ponta e não escondendo os encargos ao longo do processo, como está acontecendo hoje no setor elétrico”, afirmou.

“Hoje, os consumidores residenciais são bastante penalizados. No meu estado, Mato Grosso do Sul, por exemplo, a tarifa de energia acaba de ser reajustada em quase 18 %. Mas o setor mais castigado da sociedade, com todos os encargos, é o setor industrial”.



Quem não sabe que esse aumento "roubo" de energia aprovado pela ANAEL, não tem uma quadrilha por tráss. Quando se aumenta o valor da energia, automáticamento o sangue-suga do governo estadual também receb aumento, pois 52% é dela. É assim que sustentamos esses marmanjos que só mamam. E opior, não temos nenhum retorno deese imposto cobradona enrgia. Se tivermos por favor me digam aonde e com quem está.
Pois minha cidade aqui no interior está jogado para as traças, não temos estradas, asfaltos estaduais e, nem infra-estrutura. Iguatemi ainda vive, por ser uma cidade teimosa e, com pessoas que ainda tem fé.
 
Kamél El Kadri em 15/04/2011 07:21:54
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions