ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
FEVEREIRO, SÁBADO  24    CAMPO GRANDE 26º

Política

Delcídio do Amaral afirma que PMDB jogou o PT nos braços do PSDB

Zemil Rocha | 28/10/2013 16:15
Para Delcídio, resistência de Zeca não impede aliança com PSDB (Foto: arquivo)
Para Delcídio, resistência de Zeca não impede aliança com PSDB (Foto: arquivo)

O senador Delcídio do Amaral (PT) voltou a dizer nesta segunda-feira (28) que o PMDB acabou provocando a aproximação entre seu partido e o PSDB em Mato Grosso do Sul, ao anunciar a candidatura peemedebista de Nelsinho Trad ao governo do Estado.

“Todo mundo tem ciência do cenário. O PMDB já tem candidato, se definiu e, naturalmente, os outros partidos, como PT e PSDB, vão buscar outro caminho”, afirmou o pré-candidato a governador petista.

Embora PSDB e PT sejam adversários em nível nacional, Delcídio garante que há uma boa aceitação para a aliança em Mato Grosso do Sul. “A gente tem conversado. Os dois partidos têm conhecimento, sabem das intenções que temos”, apontou.

Observou, porém, que no caso do PT é preciso aguardar um pouco mais para se selar o acordo sobre a eleição no Estado. “O PT está passando por processo eleitoral interno do PED e as conversas com a cúpula nacional estão um pouco prejudicadas . Mas o PED acaba até a semana que vem e aí tudo vai ser bem encaminhado”, declarou.

Oposição de Zeca – Quanto à resistência do vereador e ex-governador Zeca do PT na aliança com o PSDB, o senador Delcídio do Amaral entende os obstáculos são superáveis. “Existem dificuldades naturais tanto de um lado quanto do outro”, disse.

As decisões sobre alianças eleitorais no PT, segundo Delcídio, são tomadas coletivamente. “O PT não sou eu, Zeca, Biffi, Vander, Pedro Kemp. O PT é muito maior do que cada um de nós. Essas coisas tem de ser discutidas amplamente. Uma aliança não existe dentro de partido algum, isoladamente. A decisão é do coletivo”, asseverou.

Nos siga no Google Notícias