A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

28/10/2013 12:31

Deputado Biffi insinua “aliança branca” entre PT e PSDB em MS

Leonardo Rocha e Kleber Clajus
Deputado destaca que aliança pode ser apenas com o eleitorado, sem chapa (Foto: Arquivo)Deputado destaca que aliança pode ser apenas com o eleitorado, sem chapa (Foto: Arquivo)

O deputado federal Antônio Carlos Biffi (PT) afirmou que a direção do PT poderia articular uma “aliança branca” com o PSDB no Estado, com acordo mútuo entre Delcídio do Amaral (PT) e Reinaldo Azambuja (PSDB) sem que houvesse uma chapa oficial durante as eleições de 2014.

“Existe uma resolução da direção nacional que proíbe aliança com PPS, DEM e PSDB, mas nada impede que seja em chapas diferentes, com o trabalho de aliança junto ao eleitorado”, destacou ele.

Biffi explicou que esta decisão, feita em Congresso Nacional do PT, foi em função dos constantes ataques da oposição a administração da presidente Dilma Rousseff (PT).

Os deputados estaduais do PT admitiram que uma aliança com o PSDB além de dispor  de divergências da executiva nacional, teriam que enfrentar lideranças do próprio PT no Estado, como o ex-governador Zeca do PT.

Pressão – O deputado também reconheceu que existe uma articulação entre os diretórios nacionais do PT e PMDB para que sejam feitas o maior número de alianças possíveis entre as legendas nos Estados, e que Mato Grosso do Sul está nesta “rota”, no entanto garantiu que até o momento não houve pressão sobre o diretório estadual do PT.

“Eu advogo que Delcídio (Amaral) construa uma chapa independente tanto do PMDB como do PSDB e busque forças novas na política”, indicou.

As principais lideranças do PMDB, entre elas o governador André Puccinelli e o ex-prefeito de Campo Grande, Nelsinho Trad, destacaram que havia uma “pressão” para que a direção do PT do Estado procurasse uma aliança com o PMDB, Nelsinho até sugeriu que eles indicassem um candidato a vice em sua chapa.

“Estamos tranquilos, conversando com todos os partidos, não existe nenhuma pressão de cima para baixo para fechar alianças, nenhum pedido ou recomendação”, afirmou Marcus Garcia, presidente estadual do PT.

 



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions